É um triste fato que, ao pagar dinheiro para viajar em um avião, você leva no pacote: assentos desconfortáveis​​, espaço limitado, encostos que quase não reclinam, e aquela comida estranha (quando tem comida). Não é agradável. Não é futurista. Não é divertido. E se os aviões fossem um pouco mais adaptáveis? Isso começaria com os assentos.

Este conceito para assentos de avião, feito pelo estúdio de design Seymourpowell, mostra um assento de classe econômica que pode ser flexionado, moldado e alterado ao seu gosto.

A ideia é oferecer algo mais personalizável do que os assentos atuais. É possível controlar individualmente a altura e largura do assento para atender a diferentes tamanhos de passageiros:

Para os assentos mudarem de tamanho, eles usam um tecido resistente (em vez de blocos de espuma). Um só tecido cobre os encostos; outro tecido forma os assentos.

Isso mudaria não só a experiência de voar, como também o preço da passagem. A Seymourpowell explica:

Economicamente falando, esta é uma proposta revolucionária… Viajantes menores ou crianças poderiam comprar um espaço e um assento ajustado especificamente para eles, e uma passagem mais barata. Eles poderiam vender ou trocar seus centímetros de espaço para passageiros maiores que querem mais espaço, para o viajante de negócios que quer pagar mais para trabalhar, ou para a mãe lactante que quer mais privacidade.

Isso poderia dar certo. Mas, a julgar pela incompetência das companhias aéreas, isso provavelmente nunca vai virar realidade. [Seymourpowell Blog]