O diretor Jim Casey criou este vídeo que reúne a evolução dos efeitos visuais em ordem cronológica, de 1878 a 2014 (exceto nos quatro primeiros clipes, é claro). É sensacional, considerando as ferramentas disponíveis no passado, como alguns efeitos antigos ainda parecem impressionantes.

Vale relembrar aqui os principais tipos de efeitos visuais:

– “matte painting”: pinturas ou fotografias que servem como plano de fundo, imitando um cenário real;

– efeitos live-action: colocar atores em um cenário usando chroma key;

– animação: criar objetos e personagens através de desenhos ou renderizações 3D;

– efeitos especiais: estes você já conhece!

Ou seja, há muitas formas de enganar seus olhos e criar um mundo bem distante do real na tela do cinema – seja em antigos rotoscópios, seja com caríssimos efeitos gerados em computador. [YouTube]