Em outubro, a empresa Arx Pax apresentou ao mundo o Hendo 2.0, sua mais nova versão do hoverboard que realmente levita do chão. Agora, ele está sendo demonstrado em funcionamento, e parece ser bem divertido.

Entre as novidades, temos um motor mais silencioso, uma bateria mais potente, e um design mais semelhante a um skate – inclusive, Tony Hawk ajudou na criação deste hoverboard. Ele está sendo testado num armazém em Los Gatos, Califórnia, com uma superfície especial de cobre.

hendo 2 teste (1)

A Wired e a Associated Press testaram o Hendo 2.0 e, apesar de este gadget ser bem futurista, a Arx Pax diz ter outros planos para sua tecnologia.

Para flutuar, o Hendo 2.0 usa ímãs fortes e cria um campo magnético entre o hoverboard e o chão, permitindo um movimento quase sem atrito. Trata-se da tecnologia proprietária MFA (arquitetura de campo magnético), que funciona em superfícies condutoras passivas como cobre ou alumínio.

Os motores Hover criam um campo magnético que interage com a superfície criando pequenos ciclos fechados de eletricidade, chamados de correntes de Foucault. Como explica a Wired, “isso basicamente cria pequenos ondas eletromagnéticas que você pode surfar”.

Por enquanto, o Hendo 2.0 é para poucos. Ele está sendo entregue às dez pessoas que pagaram US$ 10.000 na campanha do Kickstarter para financiar o hoverboard.

hendo 2 teste (2)

Mas os criadores do Hendo reconhecem que o hoverboard é mais ou menos um conceito para chamar a atenção do público em geral. “Nós criamos e vendemos motores Hover, não fazemos apenas hoverboards”, disse Kyle O’Neil, engenheiro da Arx Pax, à Associated Press. “Temos motores Hover para um monte de diferentes aplicações.”

Um dos exemplos é o Hyperloop, projeto do bilionário Elon Musk para um trem pneumático que promete viagens a velocidades maiores que 1.000 km/h. Greg Henderson, co-fundador e CEO da Arx Pax, enviou em janeiro uma carta aberta exaltando as virtudes de sua tecnologia MPA para a comunidade do Hyperloop.

A empresa também já sugeriu que poderia fazer um sistema que ajudaria partes edifícios levitarem durante um terremoto. A tecnologia poderia até mesmo reduzir o número de mosquitos em determinada área, porque esses insetos usam campos magnéticos para se orientar.

[Associated Press; Wired via Popular Mechanics]