Isso provavelmente já aconteceu com você: por algum motivo, após piscar o olho, você vê uma manchinha transparente no seu campo de visão. Quando você tenta olhar mais de perto, ela desaparece… até você olhar para outro lado! O que é isso?

>>> Se você usa óculos, este truque permite ver o mundo sem eles

Este vídeo do TED-ed explica o que são as “moscas volantes”, e também esclarece o que são aqueles pontos brancos que aparecem de repente no seu campo de visão. Clique no ícone da engrenagem para ativar as legendas em português:

O TED-Ed Originals oferece lições e ideias na forma de animações; você pode conferir mais delas em ed.ted.com/lessons – muitos dos vídeos têm legendas em português, assim como este.

Moscas volantes

As moscas volantes são pequenos objetos que fazem sombras na retina, o tecido sensível à luz no fundo do olho. Podem ser pedaços de tecidos, glóbulos vermelhos ou um nódulo de proteínas: eles estão dentro do seu globo ocular, portanto não adianta lavar os olhos para removê-los.

Eles parecem balançar porque acompanham o movimento dos olhos, já que estão suspensos no humor vítreo, o líquido gelatinoso que preenche o olho.

Em geral, seu cérebro é treinado para ignorar as moscas volantes, só que elas ficam mais visíveis quando estão mais próximas à retina, e quando você olha para uma superfície brilhante e uniforme – como uma tela de computador ou um céu sem nuvens.

Moscas volantes

Segundo o CBO (Conselho Brasileiro de Oftalmologia), as moscas volantes são mais frequentes “após os 45 anos entre as pessoas que têm miopia, as que se submeteram à cirurgia de catarata ou ao tratamento YAG Laser e também entre as que sofreram inflamação dentro do olho”.

Se uma grande quantidade de moscas volantes interferir na visão, pode ser um sinal de rasgos na retina. De acordo com o CBO, nesse caso o rasgo “deve ser selado com laser argônico ou por crioterapia, a fim de evitar que eles provoquem o descolamento da retina, o que pode ocasionar cegueira”.

Pontos brancos

Fenomeno entoptico campo azul

Existe também outro fenômeno semelhante às moscas volantes, mas não relacionado a elas. São aqueles pontos de luz pequenos e rápidos, que surgem quando você olha para um céu azul.

Isto se chama “fenômeno entóptico do campo azul“. Ele é causado pelas células brancas do sangue, que passam pela sua retina e são mais transparentes à luz azul. O vídeo explica:

… as células brancas do sangue se deslocam pelos vasos capilares ao longo da superfície da retina. Esses leucócitos podem ser tão grandes que eles quase enchem um capilar, criando um espaço no plasma à frente deles.

Como o plasma e os glóbulos brancos são ambos mais transparentes à luz azul do que os glóbulos vermelhos normalmente presentes nos capilares, vemos um ponto móvel de luz sempre que isso ocorre, seguindo o caminho dos capilares e se movendo no ritmo do seu pulso.

Então isso na verdade é o oposto das moscas volantes: não se trata de pequenos objetos fazendo sombra em sua visão, e sim de receber mais luz (azul) na retina que o normal. A explicação foi elaborada pelo educador Michael Mauser. [TED-Ed via Higher Perspective]

Foto por katzac/Flickr; imagens por Texjer e Unmismoobjetivo/Wikimedia