Após a saída do PayPal do projeto Libra, do Facebook — uma criptomoeda com que promete “reinventar o dinheiro” e “transformar a economia global” —, agora temos uma nova leva de desistentes que incluem eBay, Stripe, Visa e Mastercard.

Esse é um grande golpe contra o Facebook, já que cinco dos 28 membros fundadores abandonaram o barco antes de um encontro da Libra Association, marcado para ocorrer na próxima semana em Genebra.

Cada uma dessas companhias liberou comunicados sobre o assunto apresentando um sentimento em comum, geralmente defendendo que, embora apoiem novas ideias para melhorar o comércio, decidiram abandonar o apoio inicial à Libra.

O comunicado da Visa à CNBC vai além dizendo que “[A Visa] continuará a avaliar e nossa última decisão será determinada por um número de fatores, incluindo a habilidade da associação satisfazer plenamente todos os requisitos regulatórios. O interesse contínuo da Visa na Libra decorrer de nossa crença de que redes bem regulamentadas baseadas em blockchain podem estender o valor de pagamentos digitais seguros a um número maior de pessoas e lugares, principalmente em mercados emergentes e em desenvolvimento”.

Parceiros do ramo de pagamentos da Libra, a criptomoeda capitaneada pelo FacebookCom a saída de Mastercard, Visa e Stripe, restam apenas Mercado Pago e PayU como parceiros do ramo de pagamentos. Crédito: Reprodução

A preocupação da Libra cumprir as diretrizes regulatórias é pertinente, pois o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, deve testemunhar no Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos EUA em 23 de outubro.

Agora que PayPal, Stripe, Visa e Mastercard deixaram a Libra Association, há apenas outros dois parceiros do ramo de pagamento — Mercado Pago e PayU — nenhum deles com presença nos EUA, com o Mercado Pago sendo notório na América Latina.

E com tantos parceiros deixando o apoio à Libra, não causaria surpresa se mais companhias colocassem o pé no freio quanto à iniciativa. Além disso, grandes instituições bem estabelecidas que trabalham com o Facebook no ramo de criptomoeda tem sido um fator chave em seus esforços para dar legitimidade ao projeto e amenizar quaisquer medos com base na reputação da rede social.

No entanto, parece que a Libra Association permanece inalterada, com um comunicado do chefe de comunicação da organização, Dante Disparte, dizendo: “Estamos concentrados em seguir adiante e continuar a construir uma associação forte com algumas das principais empresas do mundo, organizações de impacto social e outras partes interessadas em conseguir uma implementação segura, transparente e amigável ao consumidor de um sistema global de pagamentos que derrube fronteiras financeiras para bilhões de pessoas”.

Ok, boa sorte com isso, então.