Aderir ou trocar de serviço de streaming de música não é tarefa fácil, escolher qual é o melhor, qual preço vale mais a pena ou qual tem mais recursos dá, um certo trabalho. Exemplo disso é que muita gente ainda tem receio de escolher streamings que estão começando agora, por exemplo, o YouTube Music.

Nos últimos dias, o Spotify, um dos maiores serviços de música se envolveu em uma polêmica e muitos usuários resolveram trocar o app por outro, apesar de ser uma aba de uma das maiores plataformas de música do mundo, o YouTube Music não ganhou tanto a confiança dos ouvintes, que na maioria das vezes não sabe como funciona e qual a diferença entre ele e o YouTube Premium, por exemplo.

Embora não seja tão popular quanto os seus concorrentes, o serviço oferece recursos interessantes para os usuários. Pensando nisso, o Gizmodo vai te explicar como funciona e qual a diferença entre ele e os outros stremings de músicas.

YouTube Premium x YouTube Music premium

Uma das principais dúvidas entre os usuários é qual a diferença entre as versões de YouTube disponíveis e qual a ideal para substituir o Spotify, por exemplo.

YouTube Music, como o nome já diz é destinado principalmente à música, concorrente do Spotify, Deezer e demais serviços de streaming do gênero. Já o YouTube Premium é focado na parte dos vídeos. O serviço é bastante similar ao YouTube Red que existe em outros países.

Opção gratuita e paga

Assim como os concorrentes, o YouTube Music possui uma versão grátis e uma paga. Na versão grátis os recursos são limitados e contem anúncios, sendo de praxe de qualquer serviço digital grátis.

Já na versão paga os usuários podem contar com mais recursos, estão entre as vantagens está ter acesso a todas as músicas e vídeos do YouTube sem comerciais ou interrupções, reprodução contínua, que fará com que a música continue tocando, mesmo que o aplicativo esteja em segundo plano.

Principais recursos

Na versão paga, você ainda pode contar com diversos outros recursos disponíveis na plataforma, além da não interrupção ao tirar da página da plataforma. Confira 9 desses recursos.

  • Download de músicas
  • Reproduzir apenas o áudio
  • Busca inteligente (auxiliada pelo sistema de inteligência do Google)
  • Músicas relacionadas
  • Recomendações com base na localização
  • Equalizador de som
  • Galerias dividas por gênero musical
  • Produções mais populares
  • salvar lista de reprodução na biblioteca

Transferência de playlist entre plataformas diferentes

Uma das preocupações de quem quer mudar de streaming é se conseguirá transferir sua playlist favoritas para a plataforma concorrente. Diretamente, isso não é possível com nenhum app de música, mas, é possível contar com a ajuda de aplicativos e sites que ajudam nessa transferência.

Uma das opções para esse processo de transferência de listas é o Soundiiz. Basta abrir o site pelo navegador e na sequência clicar no seu serviço de streming de música. Depois forneça os detalhes de login para conectar as contas. Quando estiverem conectadas, clique em transferir e depois em listas de reprodução.

O site também dá a opção de renomear a playlist e deletar músicas. Nessa versão gratuita, você terá que tranferir uma lista por vez, já na opção premium, é possível fazer várias transferências.

Assine a newsletter do Gizmodo

Preço

Os valores das versões pagas não são tão diferentes de seus concorrentes também. O seu valor é R$19,90/mês (no plano individual) e R$25,50/mês no familiar, onde a conta pode ser partilhada por até cinco pessoas, desde que sejam maiores de 13 anos. Assim como o Spotify, ele também possui a assinatura para estudantes por R$8,50 mensais.

O YouTube Music é compatível com Android, iOS e com os sistemas Windows, Linux e MacOs