As formas arredondadas da blobitecture, um movimento artístico que procura tornar as construções mais orgânicas, podem parecer maleáveis, mas a verdade é que as estranhas superfícies que definem o moderno estilo de Lady Zaha, da Future Systems e de Frank Gehry não são tão flexíveis assim. Entretanto, o “Edifício Bolha”, em Xangai, é diferente: trata-se de uma ambiciosa estrutura cujas janelas são cobertas por bolsas de nylon que enchem e esvaziam dependendo da atividade que acontece no interior do edifício.

O Estúdio de Design Interdisciplinar 3Gatti se orgulha de adicionar um toque artístico aos seus projetos, oferecendo fachadas lúdicas que vão desde pavilhões feitos de guarda-chuvas até torres de telecomunicação cobertas de grama. O Edifício Bolha é um dos projetos mais originais do 3Gatti – na verdade, ele parece o resultado de um estranho cruzamento entre o Boneco da Michelin, Stay Puft, o homem de marshmallow d’Os Caça-Fantasmas, um forte de travesseiros e um prédio de escritórios.

original (1)

Colocar plantas entre os painéis de vidro e os esvoaçantes tecidos antibacterianos cria o que os designers descreveram ao ArchDaily como um “efeito de micro-estufa”, que isola o interior e mantém uma temperatura confortável durante o ano inteiro. E como se uma fachada dessas não fosse curiosa o suficiente, há sensores que podem controlar a ventilação com base em quantas pessoas estão em cada cômodo – o que significa que a bolha de ar de uma sala é esvaziada quando não houver ninguém naquele espaço.

original (7)

A empresa descreve o projeto como uma escultura em grande escala e os materiais são usados de forma muito criativa, mas dá pra ver um ponto fraco… ou melhor, não dá pra ver: o prédio não tem janelas! Deve ser muito estranho entrar num edifício coberto por lençóis brancos que impedem que você veja a cidade e não permitem a entrada de luz natural. Mesmo que toda a ciência por trás do projeto seja fascinante, vale a pena trocar a vista da rua por um sistema de climatização altamente eficiente?

Parece uma troca difícil de fazer. No final das contas, em termos de custo e benefício, é provável que os entusiastas da preservação ambiental prefiram adaptar as construções para os padrões dos edifícios sustentáveis. No entanto, há outros usos para o Edifício Bolha ou locais nos quais ele poderia ser realmente útil, não? [ArchDaily]

original (8)

original (9)

original (2)

original (3)