Ciência

Vulcão na Islândia entrou em erupção pela terceira vez; assista ao vivo

Islândia está em uma das mais ativas regiões vulcânicas da Terra, e conta com ao menos 33 sistemas vulcânicos ativos
Imagem: IMO/Reprodução

Pela terceira vez desde dezembro de 2023, o vulcão localizado no sudeste da Islândia, próximo à cidade de Grindavik, entrou em erupção. A erupção começou por volta das 3h da manhã da quinta-feira (8) ao longo de uma fissura de três quilômetros.

Autoridades da defesa civil disseram que não havia ninguém em Grindavik no momento da nova erupção. A cidade foi evacuada ainda no ano passado, quando as erupções começaram.

A cidade, que é uma vila de pescadores com quase 4 mil residentes, tem vivenciado evacuações frequentes e mini-terremotos desde que o vulcão entrou em erupção entre 18 de dezembro e 14 de janeiro.

Várias comunidades na Península de Reykjanes ficaram sem aquecimento e água quente depois que um rio de lava engoliu uma tubulação de abastecimento. Por isso, as autoridades alertaram que os residentes devem usar água quente e eletricidade com moderação.

Quem quiser acompanhar ao vivo a força do fenômeno, pode assistir à transmissão em tempo real da atividade do vulcão no YouTube. A live está abaixo:

As erupções são originadas do sistema vulcânico Svartsengi. Especialistas do IMO, órgão de meteorologia do país, acreditam que as plumas de magma, como são conhecidos os jatos de lava, atinjam entre 100 e 150 metros de altura.

Região com intensa atividade vulcânica

A Islândia está em uma das mais ativas regiões vulcânicas da Terra, e conta com ao menos 33 sistemas vulcânicos ativos. O sistema vulcânico Fagradalsfjall permaneceu inativo por mais de 800 anos, mas voltou a se movimentar nos últimos anos.

Desde o fim de outubro de 2023, especialistas registraram dezenas de milhares de tremores próximos a Fagradalsfjall. Começando em dezembro de 2019 e em março de 2021, uma sucessão de terremotos abalaram a Península de Reykjanes. Isso gerou preocupações de que uma erupção era iminente.

Os terremotos acontecem porque a Islândia está localizada em uma região chamada Dorsal Mesoatlântica. Ela marca a fronteira de duas placas tectônicas, que estão se afastando — o motivo por trás dos tremores.

Assine a newsletter do Gizmodo

Gabriel Andrade

Gabriel Andrade

Jornalista que cobre ciência, economia e tudo mais. Já passou por veículos como Poder360, Carta Capital e Yahoo.

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas