O Windows 10 está sendo distribuído a partir de hoje para quem estiver rodando uma cópia legítima do Windows 7 ou Windows 8. A atualização virá em fases, então mesmo se você a reservou, é possível que ela demore alguns dias para aparecer no seu PC.

Ainda assim, é melhor esperar um pouco – pelo menos algumas semanas – para atualizar. O sistema é ótimo, mas há bugs que afetam a experiência do usuário, e eles devem ser corrigidos num futuro próximo.

>>> Como é atualizar um laptop com Windows 8 para o Windows 10
>>> As vantagens e os problemas de migrar para o Windows 10

Eu venho testando o Windows 10 em meus próprios computadores, então não há para onde correr: quando algo dá errado, eu tenho que resolver. Não posso dizer: “ah, vou voltar para o meu computador pessoal até descobrir como lidar com isso”. Mas é chato quando eu tento resolver algum problema e, de alguma forma, ele permanece.

Minha experiência com o Windows 10 foi bastante positiva, mas as fraturas estão definitivamente começando a aparecer. São tantos problemas pequenos que eu esperaria antes de atualizar cegamente.

Esta semana, eu usei meu laptop Lenovo ThinkPad X240 para um teste: levá-lo no trem para San Francisco, e usá-lo para cobrir um evento de tecnologia. Neste caso, eu fui ver o novo smartphone OnePlus 2, e tinha pouco tempo para testar o aparelho e preparar um hands-on cheio de imagens para a web.

Eu não trouxe o meu carregador de laptop, porque eu queria ver quanto tempo a bateria do ThinkPad iria durar (ele tem duas, uma embutida e outra removível). Eu não trouxe um segundo laptop, para o caso de algo falhar. Eu confiei no computador para digitar notas de uma entrevista com o cofundador da OnePlus, pegar fotos de teste tiradas com o novo smartphone, processar imagens RAW que eu tirei com minha câmera DSLR e, é claro, escrever o post em si.

Felizmente, nenhuma dessas coisas falhou completamente. Mas um número suficiente delas consumiu tempo porque eu precisei resolver pequenos problemas, a ponto de eu ter que adicionar detalhes e fotos após publicar meu texto.

Windows 10 - dia dois (1)

O maior problema, como eu mencionei antes, é que o touchpad da Synaptics no meu laptop inexplicavelmente não me deixa rolar páginas no Google Chrome. Ele funciona em todo lugar, exceto no Chrome. A primeira coisa que fiz foi reinstalar o navegador – e não funcionou.

Então eu consultei possíveis soluções na web: um fórum me disse para tentar instalar um tema no Chrome; outro disse para ativar e desativar a rolagem nas configurações do touchpad. Nada funcionou. Eu não consegui resolver isso quando tive que sair para o evento, por isso o Chrome – o lugar em que eu faço 90% do meu trabalho, incluindo acessar e-mail – estava quebrado desde o início.

Como um jornalista de tecnologia, eu preciso de acesso ao e-mail, então decidi acessá-lo no novo navegador Microsoft Edge. Toda vez que eu o abri, ele parecia bastante rápido. Talvez eu poderia escrever meus posts lá também.

Mas, no momento em que tentei escrever uma resposta no Gmail usando o Microsoft Edge, eu descobri que o navegador não acompanhava meu ritmo de digitação. Havia um atraso gigante entre pressionar uma tecla e a letra aparecer na tela. Eu mudei para o Chrome e não havia qualquer lag – o Edge era o culpado.

Eu também tentei digitar o post no Edge, porém o sistema que usamos tem algumas peculiaridades quando se utiliza esse navegador. Por exemplo, não é possível arrastar e soltar imagens em um post, nem ver quando você destacou texto. Não acredito que o problema seja somente da Microsoft, mas é bom lembrar que nem todo site será totalmente compatível com o Edge.

Depois, alguns colegas do Gizmodo estavam tentando falar comigo através do mensageiro instantâneo Slack, só que eu não recebia as mensagens.

Eu estava usando as múltiplas áreas de trabalho do Windows 10: minhas ferramentas de comunicação estavam em um desktop, e os programas de escrita e edição de imagem estavam em outro. Eu alternava entre as áreas de trabalho sempre que alguém chamava meu nome.

No entanto, qualquer coisa que você colocar em outro desktop deixa de existir na sua área de trabalho atual. Meu ícone do Slack – e crucialmente, as notificações do aplicativo – desapareceram até que eu fosse encontrá-los.

Lembra quando eu disse como meu PC engasgava quando eu começava a processar arquivos RAW no Photoshop, porque o Windows 10 deixa o programa consumir todos os meus recursos? Parece que esse não é apenas um problema do Photoshop. Ao abrir um navegador cheio de abas, a mesma coisa acontece: tudo fica terrivelmente lento, e o sistema demorou um minuto até me permitir fechar o Chrome – algo que não acontecia neste mesmo laptop com o Windows 8.

Também há as falhas na interface do usuário. Eu sinceramente não me importo tanto, mas elas me deixam preocupado de que podem ser sintomas de um problema maior. Trata-se de coisas como ícones desaparecendo da área de trabalho, ou a data e hora na barra de tarefas ficando cortadas.

Windows 10 - dia cinco (2)

Ou o Menu Iniciar, que ocasionalmente se recusa a aparecer mesmo quando eu pressiono a tecla Windows. Ou o medidor de bateria, que espontaneamente ocupa todo o meu desktop.

Windows 10 - dia cinco (1)

Sabe quando você conecta um pendrive USB ou um cartão de memória no seu computador, e ele pergunta que tipo de ação você gostaria de selecionar automaticamente? É o AutoPlay, que o Windows 10 também tem. Para mim, ele não está funcionando. “Toque para escolher o que acontece com cartões de memória”, meu computador diz. Eu toco na notificação e ela desaparece sem fazer absolutamente nada.

Windows 10 - dia cinco (3)

Muitas vezes, eu queria mudar uma configuração especial no meu computador, e usava a busca impressionante do Windows 10 para tanto: basta digitar algumas letras e ver a sugestão automática. E várias vezes, eu clicava no resultado e descobria que ele não levava a lugar nenhum. É como se os programadores da Microsoft colocassem links para páginas de configurações que na verdade não existem.

Assim como no Windows 8, há o velho painel de controle no Windows 10, e também uma nova página de Configurações amigável ao toque; alguns controles são duplicados em ambos. Alguns deles são excepcionalmente confusos, no entanto, como o novo modo “Economia de bateria”. Isso é o mesmo que a opção “Economia de energia” do Windows 8 e anteriores? Achei que fosse, mas não é.

Na verdade, o novo recurso nem estava economizando bateria quando ela estava baixa! No trem de volta para casa, notei que meu computador estava quente, e a ventoinha estava com muito ruído, mesmo no modo “Economia de bateria”. Acontece que meu processador estava operando no clock máximo de 2,4 GHz. O antigo modo “Economia de energia” resolveu isso em um instante, mas agora ele está enterrado sob uma camada adicional de menus.

Windows 10 - dia cinco (2)

Por que o meu processador estava tão quente, afinal? Eu tenho uma teoria: eu estava usando um modem 4G portátil MiFi que cria um hotspot, mas o Windows 10 estava secretamente baixando e instalando novas atualizações durante todo o tempo em que eu estava no trem.

As atualizações do Windows 10 não são opcionais, mas não são baixadas se você estiver em uma conexão limitada (3G/4G). Só que o sistema não sabia que o hotspot era na verdade uma conexão limitada, e saiu baixando tudo. Quando cheguei em casa, o Windows me disse que tinha instalado algumas novas atualizações.

É possível avisar ao Windows 10 que uma conexão é restrita abrindo o menu de conexões na barra de tarefas, clicando em Configurações de rede > Opções avançadas > Definir como conexão limitada. Mas eu certamente gostaria da opção de adiar o download de atualizações!

Na verdade, a Microsoft lançou uma ferramenta que permite bloquear certas atualizações do Windows 10. Recentemente, o sistema instalou um driver defeituoso para placas de vídeo Nvidia em vários computadores, incluindo o meu: eu acordei uma manhã para descobrir que apenas um dos meus três monitores no PC de mesa estava funcionando. (Um reinício rápido resolveu isto.)

No lado positivo, eu consegui fazer o Photoshop e Premiere funcionarem novamente no meu computador de mesa. Depois de procurar por soluções, descobri que basta seguir estas instruções e escolher a “Solução 2”.

Eu já decidi que não vou voltar para o Windows 8. Eu prefiro a interface de usuário do Windows 10, e absolutamente adoro os novos recursos multitarefa. Mas será que o Windows 10 está pronto para centenas de milhões de usuários? Não tenho certeza. Vai levar tempo para resolver esses erros e becos sem saída.

Windows 10 - dia cinco (4)

“Qual a probabilidade de você recomendar o Windows 10 a um amigo ou colega?”, o sistema operacional me perguntou há poucos minutos. Eu não tenho certeza, Microsoft. Depende se eles vão me chamar quando algo parar de funcionar.

Nenhum dos problemas que tive é particularmente terrível, mas eu esperaria um pouco antes de migrar para o novo sistema, para garantir uma transição mais agradável.