Já pensou pagar caro num videogame e depois fazer um teste de resistência com ele para saber se o console é realmente capaz de aguentar dezenas de horas de gameplay? Foi exatamente o que o youtuber de tecnologia Wulff Den fez com o seu Nitendo Switch OLED.

Wulff Den resolveu colocar a prova seu Switch OLED e deixou o console ligado (sem jogar efetivamente) por 1.800 horas (75 dias), para ver se a tela OLED do novo modelo sofreria alguma pane.

Para o teste, o youtuber usou uma captura de tela do jogo de The Legend of Zelda: Breath of the Wild para manter a tela do sistema ativa.

A ideia inicial do youtuber era fazer o teste por sete dias. Mas, no meio do processo, ele parece ter ficado empenhado em descobrir se o console teria o efeito burn-in (quando áreas da tela queimam por conta de uma imagem estática) e estendeu o desafio por cerca de 11 semanas. Mesmo assim, parece que o Switch OLED é forte o suficiente e ele garantiu a eficiência do console.

“Não há diferença em qualquer teste de cor que executei. Também dá para notar que não há marcas de burn-in perceptíveis depois de quase 2000 horas. A única diferença que você pode ver é o branco no teto do santuário [do jogo], é um pouco mais escuro, e o branco-azulado tem uma leve tonalidade verde”, disse Den.

Assine a newsletter do Gizmodo

Confira no vídeo abaixo.

“Se você está preocupado com a queima da tela OLED de seu Switch porque tem cerca de 2.000 horas em um jogo, pode relaxar um pouco”, diz o youtuber. “Acho que, talvez daqui a 10 anos, possamos ver uma tela inicial queimada em algum lugar. Mas, na maioria das vezes, você não tem nada com que se preocupar”.