Apesar de circularem boatos que o iPhone 4 teria uma tela AMOLED, ele foi lançado com a Retina Display – tela IPS com resolução de 960×640. Nós ficamos impressionados com a tela, mas a Samsung diz que o AMOLED faz melhor.

Um porta-voz da Samsung diz que a tela do novo iPhone consome muita energia – cerca de 30% a mais que a tela Super AMOLED presente no Samsung Galaxy S. Além disso, o AMOLED ganha do LCD IPS – usado no iPhone – no que diz respeito a taxa de contraste, reprodução de cores e tempo de resposta. A empresa ainda diz que "estruturalmente, a tecnologia LCD IPS não consegue alcançar a tecnologia de telas AMOLED".

O único quesito no qual o AMOLED fica para trás, segundo a Samsung, é a resolução da tela: a Super AMOLED chega à resolução 800×480, enquanto o Retina Display conta com 960×640 pixels. Só que, segundo a empresa, a diferença na visibilidade é de até 5%, mas que aumenta o consumo de bateria em até 30%.

No entanto, Raymond Soneira, presidente da DisplayMate Technologies, Ph.D. em física e estudioso de telas por 20 anos, discorda das afirmações da Samsung. Ele diz com confiança que o iPhone terá a melhor tela de celular do mercado, tanto pelo ângulo de visão de até 180 graus, como pela densidade de pixels da tela – segundo ele, dificilmente precisaremos de algo maior que os 326ppp do iPhone 4. Soneira só acha exagerado o nome Retina Display: segundo ele, ao se considerar a resolução angular, uma tela com a mesma resolução da retina teria 477ppp (a 30cm dos olhos) – longe dos 326ppp do iPhone 4.

Claro, a Samsung pode ter motivos para reclamar, já que é a única fabricante de telas AMOLED – enquanto sua rival LG fabrica a tela IPS, usada no iPhone 4. Eles dizem que não foram abordados pela Apple para fornecer telas AMOLED, e reconhecem que, atualmente, "a produção [de telas AMOLED] não consegue alcançar a demanda". [Korea Herald via Electronista via Engadget; Wired; imagens via EngadgetWired]