O mau desempenho de iPhones antigos fizeram com que usuários do Reddit e a empresa que desenvolve o app de benchmark Geekbench realizassem uma investigação a respeito do problema. Depois das conclusões, a Apple finalmente deu a sua palavra sobre a controvérsia. O veredito? As pessoas estavam certas, a Apple realmente limita o desempenho dos aparelhos com baterias mais velhas.

Em um comunicado enviado ao TechCrunch, a Apple disse: “Nosso objetivo é entregar a melhor experiência para os consumidores, o que inclui uma performance geral e o prolongamento da autonomia de bateria de seus dispositivos. Baterias de íons de lítio se tornam menos capazes de atender às demandas de pico de corrente em ambientes frios, com carga baixa ou à medida que envelhecem, o que pode fazer com que o dispositivo desligue repentinamente para proteger os componentes eletrônicos”.

Basicamente, o que o software da Apple faz é limitar o consumo de energia por parte do processador do iPhone para prevenir desligamentos repentinos e para ajudar a prolongar a autonomia de uma bateria antiga. À medida que as baterias de íons de lítio envelhecem, a capacidade de segurar os picos repentinos de energia diminui, e pode acontecer do processador exigir uma carga maior do que aquela que a bateria é capaz de lidar.

O comunicado da Apple continua: “No ano passado, lançamos um recurso para o iPhone 6, iPhone 6s e iPhone SE para suavizar os picos instantâneos somente quando necessário, para evitar que o dispositivo se desligue inesperadamente nessas condições. Agora estendemos a funcionalidade para o iPhone 7 com o iOS 11.2 e planejamos adicionar suporte para outros produtos no futuro”.

Essa segunda parte confirma que são as atualizações no iOS as responsáveis pela limitação da CPU, que é parte desse método para reduzir os picos de uso de energia (como aqueles que acontecem quando você utiliza um aplicativo de benchmark), e foi por isso que as pontuações ficaram baixas quando os usuários do Reddit e o pessoal do Geekbench testaram aparelhos mais velhos. Tudo isso foi uma decisão deliberada da parte da Apple, e parece que a empresa continuará a incluir o recurso nos próximos dispositivos também.

De forma lógica, faz sentido. No entanto, a Apple deveria explicar esse comportamento aos seus usuários de forma mais transparente, seja por uma notificação dizendo que “a bateria do seu telefone talvez precise ser substituída”, ou pelo menos um aviso explicando por que os telefones das pessoas são sofrendo de lentidão. O triste é que, se as baterias do telefone fossem mais fáceis de substituir, muitos desses problemas poderiam ser contornados ou, pelo menos, remediados sem muita dificuldade.

Imagem do topo: Alessandro Junior/Gizmodo