Segundo o StatCounter, o Google Chrome ficou pela primeira vez à frente do Internet Explorer. Enquanto o navegador da Microsoft está em queda livre há anos, o Chrome cresceu e chegou a 32,8% dos usuários, contra 31,9% do IE. Temos um vencedor na guerra dos navegadores?

O Chrome ultrapassou o Firefox mundialmente em novembro de 2011. Desde 2008, o Firefox mantém uma participação que flutua entre 20% e 30%, ao contrário do aumento meteórico que vimos na adoção do Chrome.

Já vimos que ser um bom navegador não explica, por si só, o sucesso do Chrome – o Firefox também é um ótimo navegador, melhor que o IE, mas nunca o ultrapassou. O segredo parece estar no Google, que coloca propagandas do Chrome na sua página inicial, no YouTube e até em comerciais na TV.

No Brasil, o Chrome se tornou o navegador mais usado em novembro do ano passado. Desde então, a queda do IE reflete a ascensão do Chrome, enquanto o Firefox fica relativamente estável. O IE vem caindo tanto que está prestes a ficar em terceiro lugar no Brasil.

Até recentemente, o StatCounter não levava em conta que o Chrome faz prerenderização e pode aumentar, assim, sua participação em termos de pageviews – isto mudou no início do maio, e não impediu que o Chrome chegasse ao primeiro lugar. O Statcounter usa uma rede com mais de 3 milhões de websites para obter as estatísticas.

Enquanto isso, no Net Marketshare, o IE segue firme num distante primeiro lugar. Por que a diferença? É que o site mede o tráfego de forma a computar quantas pessoas estão usando cada navegador, levando em conta visitantes únicos – ao contrário do Statcounter, que considera pageviews. [StatCounter via The Verge]