Da próxima vez que você vir alguém com uma maquiagem de fazer inveja ao David Bowie, não ria (muito). Ele ou ela pode estar espertamente enganando sistemas de detecção e reconhecimento facial com um visual assimétrico ou maluco.

Geralmente, não é fácil evitar ser detectado por esses sistemas de reconhecimento facial, porque eles usam um algoritmo bastante sólido para identificar rostos:

Baseado no assim chamado método Viola-Jones, o algoritmo examina as relações espaciais de um objeto capturado em uma imagem e procura características geralmente encontradas em rostos. A maioria dos rostos têm uma região escura bem acima dos olhos, enquanto a bochecha e a parte superior do nariz aparecem mais claras. Quando o algoritmo detecta uma quantidade suficiente desses atributos, ele assume que o objeto é um rosto. O método é geralmente considerado como eficaz. Erros são em favor de falsos positivos, tornando difícil que rostos deixem de ser reconhecidos quando não são capturados de lado.

Apesar de o algoritmo ser eficiente, ele pode ser enganado com maquiagem para "alterar os contrastes que a tecnologia [de detecção facial] procura". Adam Harvey, estudante da New York University, descobriu que "padrões escuros aplicados ao redor dos olhos e bochechas" fazem bem este truque ao "confundir a simetra" e ao fazer você parecer um tolo.

A abordagem do Harvey não é infalível, mas mostra que os sistemas de detecção e reconhecimento facial também não são perfeitos. E mostra que o David Bowie devia estar sabendo de algo que a gente não sabia. [The Register]