O Facebook está implementando criptografia ponta a ponta no Messenger: o recurso será distribuído aos poucos para os usuários. Infelizmente, ao contrário do WhatsApp, a criptografia será opcional.

>>> WhatsApp usa criptografia ponta a ponta em todas as mensagens e plataformas
>>> Os dados do WhatsApp que não entram na criptografia ponta a ponta

O recurso “Conversas Secretas” será semelhante aos chats secretos do Telegram e ao modo “incognito” do Google Allo: você poderá ter conversas criptografadas ponta a ponta, mas elas só poderão ser acessadas em um dispositivo.

Dentro de uma conversa secreta, você também pode definir um timer para a mensagem se autodestruir em segundos ou minutos. O vídeo abaixo mostra como isso funciona:

Por que a criptografia ponta a ponta é opcional? O diretor de segurança do Facebook, Alex Stamos, explica no Twitter que torná-la padrão traria alguns desafios técnicos, e também iria dificultar a experiência de uso atual.

Em comunicado, o Facebook diz:

… muitas pessoas querem que o Messenger funcione ao alternar entre dispositivos, como um tablet, computador ou celular. As conversas secretas só podem ser lidas em um dispositivo, e reconhecemos que a experiência pode não ser adequada para todos. Também é importante notar que, em conversas secretas, atualmente não suportamos conteúdo como GIFs e vídeos…

O novo modo secreto do Messenger vai usar o protocolo Signal de criptografia, que vem recebendo elogios de especialistas em segurança e é geralmente considerado o melhor protocolo da área.

A criptografia ponta a ponta é uma proteção adicional: com ela, só você e o destinatário podem decifrar as mensagens – nem mesmo o Facebook entende o conteúdo. Ela usa um sistema de duas chaves de criptografia: uma delas é pública, e a outra é privada, em posse apenas do destinatário. Combinando as duas, é possível decifrar a mensagem.

[Facebook via New York Times]

Foto por Eric Risberg/AP