Com o crescimento meteórico da popularidade da Ethereum, criptomoedas e blockchains estão de volta às manchetes. O preço de placas de vídeo dispararam com a promessa de que aqueles que possuem computadores bons o suficiente e o conhecimento para conseguir minerar podem ganhar grandes quantias na corrida do ouro digital. Mas o quão fácil é fazer uma fortuna com criptomoedas? E vale a pena gastar um tempo para começar?

• Os detalhes do bizarro sequestro que envolveu criptomoedas
• Como a criptomoeda Ethereum desvalorizou de US$ 320 para US$ 0,10 em minutos

O básico

Para aqueles que ainda não foram iniciados, minerar criptomoedas como Bitcoin e Ether significa oferecer uma grande quantidade de processamento computacional para realizar somas contábeis para as plataformas que estão por trás delas, ajudando a verificar a precisão do registro do blockchain público.

Basicamente, você é recompensando por manter o registro para essas plataformas, algo que explicamos em mais detalhes aqui. O crescimento das criptomoedas, como Bitcoin e outras, levou uma massa de entusiastas amadores a entrarem no negócio de mineração – a ideia de ter o seu computador fritando para ganhar grana fazendo nada soa praticamente muito boa para ser verdade.

mineracao-1Imagem: Peter Miller/Flickr

E, na realidade, é quase isso – dá para ficar rico a partir de criptomoedas, mas é preciso trabalhar bastante e ter a sorte ao seu lado. É mais provável ter um lucro inesperado a partir da pressão do mercado do que pela qualidade do seu equipamento de mineração, e é por esse motivo que só vale a pena para os mais comprometidos e mais aventureiros.

Como minerar moedas

Minerar criptomoedas exige algumas ferramentas gratuitas e um equipamento dedicado. Se voltássemos no tempo em muitos anos, você poderia ter um PC poderoso em casa e ganhar alguma graninha. Hoje em dia, dá para gastar o salário de uma semana ou até meses ao montar uma máquina com quatro placas gráficas rodando no talo e ainda assim não gerar lucro.

As placas gráficas agora são consideradas como a escolha de processamento para a mineração na maioria dos casos – GPUs agora são feitas e propagandeadas para mineradores hoje em dia – basicamente porque elas são melhores em realizar muitas tarefas complexas e repetitivas, enquanto as CPUs são melhores para alternar entre diversas tarefas de maneira rápida.

mineracao-2Imagem: Screenshot

Você provavelmente não vai ficar rico

O problema é que os caras sérios nesse mercado possuem fazendas de computadores, específicos para essa tarefa. E, a menos que você tenha um armazém e algumas economias para gastar, você vai começar bem atrás deles. Será preciso enfrentar grandes operações no exterior que operam com eletricidade barata e hardware comprado por atacado.

Mesmo que compre uma máquina e encontre uma moeda com um pouco de margem de lucro, ainda existe os caprichos dos mercados de criptografia – a mineração pode começar a ou deixar de se tornar lucrativa dependendo do valor atual de uma moeda.

Existem várias calculadoras de lucro na internet que vão contar quanto processamento e eletricidade são necessários para conseguir uma determinada quantia de dinheiro, assim dá para ter uma ideia do quanto dá para ganhar. Pegue a Bitcoin, por exemplo, que atualmente se tornou praticamente impossível de se minerar para usuários comuns – seria necessário centenas de GPUs rodando antes de chegar perto de se conseguir mais Bitcoin do que a quantia que se paga pela eletricidade necessária.

mineracao-3Flutuações de mercado nas criptomoedas. Imagem: Screenshot

Você pode desembolsar milhares de dólares em kit especializado, se quiser, mas, mesmo assim, é possível ganhar apenas um punhado de dólares por dia com Bitcoin. Esses valores podem, é claro, subir ou descer enquanto o valor da criptomoeda flutua, e o que é lucrativo em um dia pode não ser na manhã seguinte, fazendo a sua escolha despencar, ou acabar sofrendo com notícias negativas na mídia – é onde aquela parcela de sorte que comentamos mais cedo entra em jogo.

Outras opções, como Feathercoin e Ether, possuem um potencial de lucro melhor do que a Bitcoin nesse momento, com as ressalvas que já mencionamos: se você realmente está afim de entrar na mineração, precisa ficar atento às tendências do mercado, porque a situação pode mudar em uma semana ou até mesmo um dia. Uma única Litecoin, outra criptomoeda, oscilou entre US$ 10 e US$ 55 só neste ano.

Por exemplo, um grande roubo de US$ 64 milhões de Ether que aconteceu no ano passado foi o suficiente para causar uma encruzilhada na plataforma Ethereum, reduzindo pela metade o valor da moeda – se existe uma operação de mineração poderosa e cara acontecendo no porão da sua casa, esse seria um golpe sério nos lucros e é algo que está completamente fora do controle de qualquer um. Claro, uma flutuação contrária a essa poderia te deixar relativamente rico, mas é um risco, e a tendência de crescimento nem sempre continua.

mineracao-4Imagem: The Ethereum Project

Muitos dos mineradores atualmente se juntam em grupos, combinando recursos com outros usuários e levando uma parcela dos lucros, mas os mesmos riscos permanecem. Gaste alguns milhares de dólares em um equipamento de mineração, pegue um tempo para estudar as tendências do mercado, passe pelo processo de configurar os programas, junte-se a um grupo e, sim, você conseguirá ganhar alguma grana por ano – se os preços continuarem bons e se você escolher a criptomoeda de forma sábia. Se vale a pena ou não o risco, é sua escolha.

E se o seu investimento já não foi muito precário, lembre que a cena está mudando constantemente: no futuro próximo, a Ethereum está programada para mudar do seu sistema Proof of Work (PoW) existente e então estender o blockchain para um novo sistema Proof of State (PoS), que é bem mais fácil de ser escalado e utiliza menos energia.

Sem ir muito longe nos detalhes técnicos, basicamente isso torna o processo de mineração mais parecido com ganhar juros em cima da grana que você já tem: as placas gráficas já não serão mais capazes de gerar valor como faziam no passado, o que é uma má notícia para mineradores buscando por um lucro, mesmo que essa seja uma boa notícia para sua conta de energia. Em vez disso, ganhar dinheiro consistirá de participações (investimentos), em vez da mineração.

mineracao-5Imagem: Asus

Em outras palavras, se você já estava pronto para começar a montar sua máquina para minerar Ethereum, talvez seja a hora de pensar e escolher outra criptomoeda. Até que as regras mudem novamente (lembra do que falamos sobre o estado constante de fluxo?). E essa é realmente a única maneira de gerar algum lucro a partir de operações de mineração de criptomoedas – continue se mexendo tão rápido quanto o mercado e altere os alvos das moedas quando as condições mudarem.

Assim que uma criptomoeda se torna lucrativa para se minerar, como vimos com a Bitcoin e a Ethereum, todo mundo quer um pedaço do bolo, e então ganhar dinheiro se torna gradualmente mais difícil. E essa é a hora de entrar em uma moeda. Resumindo, se você quer ficar rico (ou pelo menos lucrar), precisa escolher e continuar escolhendo as criptomoedas certas, ter um ótimo poder de processamento gráfico em mãos e esperar que as moedas escolhidas se mantenham seguras, sempre aumentando seus valores, além de investir bastante tempo e trabalho.

Não é impossível, mas podemos pensar em formas mais fáceis de ganhar uma grana. Se você está determinado a se envolver com a mineração de criptomoedas só pelo apelo geek ou educacional em vez de estar buscando dinheiro, a sua melhor aposta é mergulhar em um dos muitos fóruns de mineração que existem na internet, que te darão uma visão de dentro, das últimas notícias e das tendências do mercado.

Imagem do topo: Getty