Em 2003, uma empresa chamada Medien Patent Verwaltnung mostrou à Warner Bros. uma maneira de marcar os filmes de modo que fosse possível identificar uma cópia vazada e determinar de onde se originou aquela cópia (quem vazou). E aparentemente, a WB vem usando essa tecnologia desde então… sem pagar.

A MPV tem a sua tecnologia patenteada e está movendo uma ação na justiça com isso em mãos. Interessante é que a WB também tem uma patente para algo descrito como "Codificação Anti-Pirataria Para Filmes", ou algo assim.

A acusação ainda tem que ser avaliada, mas o potencial de entretenimento de um processo como este já vale todas as despesas jurídicas. [HollywoodReporter via Escapist via Slashdot]