Enquanto esperamos pela Blu-ray Disc Association aumentar a capacidade dos discos para 128GB, cientistas japoneses encontraram uma forma de ampliar a capacidade de um DVD em 1,000 vezes – usando apenas uma camada de material metálico em cada disco.

De acordo com Shin-ichy Ohkoshi, professor de química que está liderando o projeto na Universidade de Tóquio, pintando uma variação de óxido de titânio num DVD conduzirá eletricidade quando colocado sob a luz, mas quando retirado, ele torna-se metal negro novamente.

Apesar de ser difícil que a novidade chegue ao mercado – pelo menos não enquanto a BDA não lançar seus novos discos – a afirmação da equipe japonesa de que um DVD pode conter 1,000 mais dados do que um Blu-ray é realmente impressionante.

Um Blu-ray consegue armazenar cinco vezes mais informação do que os DVDs atuais (25GB em cada disco comum e 50GB para os dual-layers, em comparação aos 4.7GB de um DVD comum e 8.5GB para um DVD double-layer), e apesar da venda de milhões de players de Blu-ray, a maioria da população ainda utiliza o DVD e não tem pretensões de dar um upgrade. [PhysOrg]