Lá nos idos de 2004, o Orkut era "bacana" por um motivo: era só para convidados, um clubinho de gente descolada e exclusiva, como os amigos do Amaury Jr. Hoje todo mundo tem (67 milhões de usuários ou 70% de alcance entre usuários de internet no Brasil), e boa parte dos pioneiros da rede social do Google saltaram fora, reclamando do "excesso de inclusão digital", entre outras coisas ranzinzas. Pois o Google quer reviver os tempos de glamour: hoje foi lançado o novo Orkut, reformulado, com várias funcionalidades bacanas, aguardando ser povoado.

O código está sendo desenvolvido há 9 meses, e foi feito do zero com o Google Web Toolkit, como o adWords e o Wave. Ele parece mais muderno, mas não é revolucionário. Os executivos do Google reforçaram que haverá maior conversa com as outras ferramentas do Google. Mas fora uma nova barra superior com atalhos para Google Docs, Maps e Gmail, não dá para ver muita coisa na prática.

Infelizmente, a funcionalidade que eu mais esperava (o corretor ortográfico automático e obrigatório) não estará presente. Mas vejamos a lista de mudanças:

– Os dois orkuts andarão em paralelo. Sua nova vida não mata a antiga.
– Dá para alternar entre a interface antiga e a nova, pra quem não aceita mudança.
– A página de updates dos amigos parece muito com o Facebook, e é uma evolução do que já estava acontecendo no Orkut.
– O vazamento da nova interface numa publicidade do Chrome foi intencional.
– Você não estará limitado a uma letra de música do CPM 22 no "Sobre mim": dá para colocar um aplicativo como o Buddypoke ou um vídeo.
– Ele não será compatível com o Internet Explorer 6 e fará mais propaganda do Chrome.
– Agora você pode mandar depoimentos por vídeo. Mas não é porque você pode que você vai fazer, ok?
– A seção sugestões de amigos (pessoas que você trocou mensagens em uma comunidade ou amigos de amigos) será melhor destacada.
– Tudo está mais rápido. Algumas listas, como a de sugestão de amigos, tem um rolagem no estilo coverflow, do iTunes.
– A lista de stalkers pessoas que visitaram seu perfil recentemente terá fotos e não nomes. 
– Quem entrar no NO poderá importar tudo do seu perfil antigo de maneira rápida.
– Não dá para mudar o papel de parede do seu perfil, como o Twitter, mas é possível mudar a cor.

Os convites vão ser distribuídos aos poucos, para algumas pessoas-chave identificadas pelo Google Brasil. O usuário de Orkut que tiver convite disponível terá um símbolo do lado do perfil, para virarem alvo da mendicância.

As mudanças estão sendo difundidas em várias comunidades e blogs por um personagem chamado "Danilo Miedi" ("me add", sacou?) – seguir o cara é uma boa chance de conseguir convites, ao que parece. Pedir ao Gizmodo não é.

Atualizaremos esse post com mais informações. Outras coisas você acha no FAQ oficial do Google.