Quando criança, você provavelmente olhou para o seu pai ou mãe e perguntou "por que o céu é azul?" Caso você já tenha esquecido, ou seus pais tenham inventado alguma balela, o io9 explica.

Para a explicação completa você deveria ir até o io9, nosso meio-irmão gringo, mas se você só precisa de um resumão, fique onde está.

A explicação curta tem a ver com o sol — mais especificamente com a Dispersão de Rayleigh da luz. O termo foi cunhado pelo físico inglês Lord Rayleigh em 1871 e também explica porquê o pôr-do-sol é vermelho.

Quando a luz do sol atinge partículas menores de oxigênio e nitrogênio no ar, a luz se dispersa em várias direções. A luz azul, que causa a coloração do céu durante o dia, vem de comprimentos de onda menores do que 400 nanômetros, enquanto a luz vermelha ocorre quando o comprimento de onda é de cerca de 700 nanômetros.

Olhando para cima, o céu parece azul porque há muita dispersão acontecendo. Tanto que a coloração não se limita à parte do horizonte mais próxima do sol, mas sim a todo o céu visível. Isso acontece até o início da noite, quando o sol se põe e há menos luz no ar. [HowStuffWorks and Science Encyclopedia via io9]