Você já viu o vídeo do rato tomando um banho bem gostoso, né? Provavelmente sim e já deve, inclusive, ter mandando pro papai, pra mamãe, pra vovó e sabe-se lá mais quem porque o vídeo é MUITO FOFO. É praticamente uma versão live action do ratinho do Castelo Rá-Tim-Bum. Não sabe do que estou falando? Veja:

Lindo, não é? Um bichinho desse tomando banho igual a um humano, hahaha. Mas agora segura esse sorrisão aí pois estou prestes a acabar com o seu dia: não se trata de um rato. E é muito provável que ele esteja sofrendo.

Banho de rato

“Um rato não se comportaria assim, a não ser que ele quisesse muito se livrar de algo”, disse Tuomas Aivelo, pesquisador da biologia do rato urbano na Universidade de Helsinque, na Finlândia, ao Gizmodo. “Isso é provavelmente um problema para o rato. Ele quer se livrar do sabão.”

Aivelo explica ainda que esse comportamento é diferente de quando ratos tomam banho, cujo movimento de lamber as patas e esfregar no corpo lembra mais o banho de um gato do que o de um humano. Veja:

Tenre o quê!?

Mas, segundo apontam alguns tuiteiros, o animal não é um rato. O bichinho é, na verdade, um tenrecídeo – ou tenrec, tenreque, tenreco, como também são conhecidos.

Ele faz parte da família Tenrecidae. São roedores mamíferos que possuem corpo variável e pequeno e habitam parte da África continental e Madagascar (terra de outros bichos muito estranhos) e vivem em todo tipo de ambiente.

Eles são fisicamente muito semelhante a ratos, lontras e porcos-espinhos e, de fato, tomam banho de forma muito parecida com a nossa, mas não usam shampoo nem algum produto de higiene pessoal do tipo, como mostra o vídeo, pois tomam banho com areia.

É difícil identificar quem originalmente postou o conteúdo uma vez que o vídeo (e as reações a ele) vem sendo repostado por inúmeras contas há alguns dias. Mas, caso Aivelo esteja certo, é provável que ele esteja sofrendo – o que torna o vídeo bem menos fofo do que gostaríamos.

O vídeo lembra, inclusive, um outro caso envolvendo imagens de um cachorro muito fofo que “dançava” funk junto de um menino:

Que gracinha o cachorro dançando junto com o dono, não?

Não. O cão na verdade possui cinomose, uma doença altamente contagiosa entre cães e que, em seu estágio mais avançado, acomete o sistema nervoso central do animal, fazendo com que ele ande de forma desorientada e tenha constantes tremores musculares.

A internet traz e a internet tira. Onde eu aperto para ficar só com a parte fofa disso tudo?

[Correção] 29/01 às 19h50:
Durante a produção da matéria, confundimos o comercial da Johnson’s Baby com o rato do Castelo Rá-Tim-Bum. Corrigimos o texto para refletir a informação.

[Correção] 30/01 às 14h20:
O animal no vídeo não é um rato, mas também não é um tenrec, como apontam diversos zoólogos e a Newsweek. Pelo tamanho do corpo, membros e rabo curto, especialistas afirmam se tratar, na verdade, de um pacarana, um grande roedor da América do Sul.

Dallas Krentzel, um biólogo evolutivo da Universidade de Chicago, identificou o animal do vídeo como um pacanara devido a “sua grande cabeça, posição bípede, membros superiores flexíveis, rabo curto e cor do pelo consistente”, disse o cientista a Newsweek. “Nenhum outro roedor possui as mesmas características, e o fato do vídeo ter sido gravado no Peru confirma todo o resto”.

No entanto, ensaboar o animal apenas para filmá-lo como se ele estivesse tomando banho não é natural, não é seguro e é possivelmente desumano, diz Krentzel.