No dia seguinte à troca na cadeira de CEO, o Twitter anunciou a primeira grande mudança em sua política de privacidade. A partir de agora, está proibida a divulgação de imagens ou vídeos de pessoas sem consentimento. A rede social diz entender que esse tipo de mídia pode ser usada para assediar ou intimidar usuários.

O Twitter está preocupado com o efeito negativo que a publicação de imagens privadas pode causar em grupos marginalizados. “O uso indevido da mídia privada pode afetar a todos, mas pode ter um efeito desproporcional para mulheres, ativistas, dissidentes e membros de grupos minoritários”, afirmou a empresa em um comunicado. 

Com a alteração na política de privacidade, o Twitter é obrigado a deletar imagens veiculadas sem permissão, e tomar medidas pré-estabelecidas pela nova regra. Entre essas medidas estão diminuir a visibilidade das respostas e, a depender da necessidade, suspender a conta de quem publicou a imagem.

Compartilhar imagens é uma parte importante da experiência das pessoas no Twitter. As pessoas devem ter a opção de determinar se endereços, números de telefone ou informações pessoais uma foto será compartilhada publicamente ou não. Para isso, estamos expandindo o escopo de nossa Política de Privacidade.

As políticas de privacidade já proíbem a divulgação de informações pessoais de indivíduos, como, endereços, números de telefone ou informações pessoais.