Não importa quem a Nintendo e a Universal anunciaram como a voz do Mario para seu próximo filme baseado na franquia de videogame. Os fãs vão seguir sentindo falta de Charles Martinet, o ator que dubla o personagem há 30 anos.

Foi anunciado que Chris Pratt (o Peter Quill de Guardiões das Galáxias) será Mario no primeiro longa em animação. Uma escolha curiosa, dado que Martinet está vivo e ativamente envolvido na produção de novos jogos do bigodudo.

Embora Martinet tenha uma participação especial no novo filme, ele ainda é a estrela dos próximos títulos, como Mario Party Superstars e Mario + Rabbids Sparks of Hope da Ubisoft. Segundo o próprio, ele não planeja se aposentar tão cedo.

Durante um painel na Fan Expo Canada deste ano, o ator relembrou quando começou a dublar Mario no início dos anos 90, quando a Nintendo procurava alguém para dublar um modelo 3D da cabeça do personagem.

Martinet explica que, por ter interpretado Grúmio em Megera Domada (peça teatral de William Shakespeare), ele imaginou que conseguiria fazer algo parecido com um sotaque italiano, mas tinha pouco conhecimento sobre videogames e estava inseguro sobre o que fazer ou dizer para a audição que não se preparou.

“Eu poderia inventar algo sobre comida”, Martinet se lembra de ter pensado. “E, enquanto estou pensando em que tipo de comida seria, de repente, ouço ‘ação’. Foi aí que eu disse: ‘Olá, sou eu, Mario, vamos fazer uma pizza juntos. Você pega um pouco de salsicha e um pouco de espaguete. Coloque o espaguete com salsicha e pizza, e, então, eu pego a pizza. Se eu pegar a pizza, você tem que comê-la… [improvisei tudo isso] porque ele não disse ‘corta’”.

Antes que o diretor de elenco finalmente dissesse “corta”, ele freou Martinent porque eles ficaram sem fita para gravar. Embora Martinet não tivesse certeza de que tipo de impressão ele causou, não demorou muito para se tornar Mario.

Você pode conferir a entrevista completa (em inglês) aqui:

Apesar de não sabermos ao certo se o elenco do novo filme do Mario irá, de alguma forma, impactar os videogames, é fácil entender por que alguns especularam se isso é um sinal de que coisas estão por vir no campo dos jogos.

Questionado sobre quanto tempo ele se imagina dublando Mario, Martinent disse com naturalidade que gostaria de fazer isso até morrer — talvez com um jogo saindo postumamente, dado quantas horas de voz ele gravou para a Nintendo.

Questionado sobre “se” e “quando” irá perceber que chegou a hora de parar, Martinet disse querer “ser o primeiro a ligar para os amigos dentro da Nintendo e dizer: ‘você sabe de uma coisa, minha voz não ficou boa nisso'”.

Assine a newsletter do Gizmodo

“Serei o primeiro a dizer porque amo esses personagens”, disse Martinet. “Eu acho que dei uma bela prova disso por mais de 30 anos (…). A paixão e a alegria em criar tudo isso esteve presente em todo o caminho até agora.”

Mario Party Superstars, o próximo jogo do Mario em que a voz de Martinet será apresentada, será lançado em 29 de outubro.