É bem difícil distinguir o que é real do que não é em arte digital hoje em dia. Mas não se torture pensando nisso: estas são algumas das renderizações 3D mais fotorrealistas encontradas na web. Elas são completamente sintéticas; os mínimos detalhes foram gerados por talentosos artistas 3D em softwares de computação gráfica. Nada aqui é real. Aproveite.


Airbus A380 e Boeing 747-8

original

Artista: Marcin Gruszczyk

Sim, tudo nesta imagem foi feito usando computação gráfica. Mesmo o CEO da CGTrader, um designer 3D, ficou olhando por um tempo tentando se convencer que isso não podia ser apenas arte em CG. Marcin Gruszczyk é um mestre em digitalizar a realidade. Ele estima o nível de erosão, a suavidade das nuvens, a ternura das luzes. O artista sabe bem as possibilidades da computação gráfica. Mas… de verdade? O fundo não é uma foto?


Sob a Estrada do Sul

original (1)

Artista: Marek Denko

Uma galeria de renderizações fotorrealistas não estaria completa sem o trabalho de Marek Denko. Ele diz que esta imagem não tem nada a ver com a mulher solitária ou a arquitetura antiga. O conceito de Sob a Estrada do Sul era capturar a composição de elementos contrastantes que existem em conjunto e criar acidentalmente personalidade a lugares importantes.


Jardim

original (2)

ArtistaMarek Denko

Esta é uma renderização da animação produzida pelo estúdio de Marek Denko, NoEmotion. Parece uma fotografia tirada por um fotógrafo iniciante, que não entende muito de composição, perspectiva e outros refinamentos desta arte. Deixando de lado a simplicidade externa, como renderização é impressionante, já que cada parte do gramado, cada arbusto e cada um dos milímetros da cerca importam e foram modelados com precisão. Veja a animação completa no Vimeo.


Calau Terrestre

original (3)

Artista: Leandre Hounnake

Sem brincadeira, demorou um bom tempo para concordarmos que esta ave era uma obra de arte da computação gráfica, e não uma fotografia real. Preste atenção nas penas e você consegue sentir o vento fresco da África batendo nelas. Veja o olhos que mudam de cor enquanto você observa-os, e o bico forte. Veja a combinação perfeita de preto e vermelho. Estou sem palavras.


A calmaria antes

original (4)

Artista: David Lesperance

Na minha opinião, esta renderização é uma lembrança silenciosa do fim da Segunda Guerra Mundial. A cena parece ocorrer em algum tipo de usina comunista, onde centenas de botões desconhecidos são instalados. E o calendário aponta para o dia 10 de agosto, o dia seguinte à bomba nuclear de Nagasaki, no Japão.


Ornamentos

original (5)

Artista: Jan Kristian Volmer

Não consigo definir o que é o mais importante nesta renderização. É a visão altamente fotorrealista que levou horas para ser renderizada? Ou seus ornamentos rigorosos, lembrando os presentes deixados pelo vento do inverno na janela da cozinha? Também pode ser a transparência perfeita do vidro e os reflexos apropriados. Acho que é por isso que você não consegue parar de olhar para a imagem. Leia uma entrevista com J. K. Volmer e saiba mais sobre o seu trabalho.


Vai chover

original (6)

Artista: Denis Lebedev

Mais uma relíquia dos tempos da União Soviética. Isso é inesquecível. Vai Chover foi criado para compartilhar os cenários autênticos das realidades pós-União Soviética. O artista foi muito bem sucedido nisso. O autor comprimiu seu trabalho em 21.560.931 polígonos e modelou todos os objetos sozinho. Ele diz que vai chover. E a imagem realmente passa uma ideia de que a chuva está chegando. Veja um making of da imagem.


Dia de Framboesa

original (7)

Artista: Andrey Kobushenko

Não há momento melhor para essas renderizações do que um dia quente de verão, quando você anda descalço pela casa da sua avó no campo, colhendo morangos frescos e suculentos de um lado e doces framboesas do outro. O paraíso. Esta nova imagem foi inteiramente feita em software de computação gráfica. Bom apetite!


Máquina de escrever antiga

original (8)

Artista: Marcelo Souza

As novas gerações só podem ver máquinas de escrever em museus ou no sótão da casa da vovó. E também em imagens. Este close up em uma antiga máquina de escrever personalizada parece incrivelmente simples, mas às vezes o que parece ser fácil é o que na verdade é o mais difícil. O projeto Máquina de Escrever Antiga foi um projeto de clima, iluminação, sombreamento e geometria. Marcelo Souza, você é um ótimo estudante.


Republicado com permissão do CGTrader.