A 99 anunciou hoje duas novidades. Uma é o 99Poupa, uma modalidade de viagens mais baratas em horários com menor demanda. A outra é o 99Entrega, para enviar itens pessoais nos carros da empresa.

O 99Poupa é uma modalidade mais barata. A ideia da empresa é tentar otimizar o serviço em períodos de menor demanda, como no meio da manhã e no começo da tarde.

Os preços podem ser até 15% mais baratos. Por outro lado, a participação dos motoristas é opcional, e eles podem recusar as viagens sem nenhuma penalidade da 99. O tempo de espera para o passageiro conseguir um carro, portanto, pode ser maior — é o preço que se paga para gastar menos. Já para o motorista, é uma opção para ele não ficar parado ou rodando com o carro vazio nesses horários.

O 99Poupa está em funcionamento na cidade de Duque de Caxias (RJ) e deve ser expandida para todo o estado do Rio de Janeiro nas próximas semanas.

Além do 99Poupa, a companhia anunciou o 99Entrega. Com o serviço, o usuário poderá enviar itens pessoais por meio de motoristas e carros do serviço.

O 99Entrega vai funcionar das 6h às 23h. Ao solicitar, o usuário precisa dar o nome do destinatário e mais instruções sobre a entrega. Os itens enviados precisam respeitar as leis vigentes, ter no máximo 10 kg e caber no porta-malas. Além disso, o valor do objeto não deve superar R$ 500. O usuário deverá colocar seu pertence diretamente no porta-malas ou no banco traseiro do carro do motorista da 99, como forma de evitar o contato e reduzir o risco de contágio pelo coronavírus.

O serviço de entregas da 99 chegará primeiro a Goiânia (GO) e deve ser disponibilizado posteriormente em Belo Horizonte (MG), São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ). A Didi Chuxing, empresa chinesa que é dona da 99, já oferece serviços de entrega similares em outros países, como Chile e Colômbia. O comunicado não diz nada sobre preços.

A Uber lançou recentemente um serviço parecido, o Flash, com praticamente as mesmas regras. Apps dedicados de entrega, como o Loggi, podem ter preços mais interessantes.