Apesar de gostar muito de tênis, um problema com os calçados de corrida atuais é que depois de eles ficarem gastos, não dá para colocar outra sola, como ocorrem com bons sapatos. Então, inevitavelmente, seu tênis antigo acaba indo para o lixo, onde ele ficará se decompondo em algum aterro pelas próximas décadas. No entanto, com a ajuda do estúdio de design FutureCraft, a Adidas criou o Loop, que inclui algumas inovações importantes que podem ajudar a reduzir os gastos da fabricação de calçados, ainda que não resolva completamente o problema.

O Loop tem este nome, pois em vez de ser parte de um padrão em que milhões de tênis são jogados fora todo ano, a Adidas criou um par de tênis 100% reciclável, que pode ser usado, processado, triturado e renascer como um novo par.

Esta não é a primeira vez que a Adidas mostra interesse em tênis recicláveis. O avanço do FutureCraft é que eles conseguiram fazer os calçados com apenas um material. Portanto, a parte superior, entressola, cadarços e até mesmo a sola são feitos do mesmo material, no caso o TPU (Termoplástico poliuretano).

Desenvolvido pela Basf e a Adidas, o TPU pode ser transformado em diferentes formas e texturas apenas ao mudar a forma como o material é processado. Isso ocorre primariamente manipulando a temperatura dele.

Partes do tênis Loop, da Adidas

Além disso, o calçado não conta com cola ou adesivos que são usados normalmente para se construir um tênis, resultando em menos gasto e tornando mais fácil o processo de reciclagem. No lugar de adesivos, a Adidas simplesmente usa o calor para ligar as diferentes seções do tênis.

Outro fator importante a ser notado no grande plano da Adidas é que diferente de outros produtos reciclados, que são transformados em garrafas de plástico ou brinquedos infantis, o Loop foi feito para ser atualizado. Ou seja, os materiais do Loop poderão ser reutilizados para fazer futuros pares de tênis.

Além disso, para quem estiver preocupado com o estilo do Loop, Graham Williamson, diretor sênior do estúdio de design FutureCraft, disse que embora ele seja projetado para ser mais sustentável e ecológico que um calçado tradicional, ele também pode ser uma boa opção para treinos. Por isso, que a FutureCraft optou por fazer um par de tênis de corrida primeiro: eles sabiam que se pudessem criar um par com um só material que correspondesse ao desempenho de seus tênis tradicionais, opções mais casuais seriam mais fáceis de se produzir.

A Adidas também quer incentivar os donos do novo calçado a participar do seu processo de reciclagem com uma recompensa em dinheiro. Embora a Adidas ainda esteja trabalhando em como isso vai funcionar, eles planejam reembolsar uma quantia para que mais proprietários deixem seus calçados em uma loja próxima ou enviem para serem reciclados. E para ajudar a lembrar as pessoas quando chegar a hora, os proprietários poderão registrar seu tênis em um aplicativo usando o QR code que fica na língua do tênis.

QR Code presente no Loop

No entanto, todo este otimismo e inovação vem com uma grande ressalva: enquanto os Loops de primeira geração serão 100% recicláveis, no momento, o processo de reciclagem da Adidas é capaz de reutilizar de 5 a 10% desse material original para a criação da segunda geração. O resto do material reciclado será utilizado em outros Loops.

Isso não deve ser exatamente o que você imaginou quando ouviu falar em “100% reciclável”, observação que está presente nos cadarços dos Loops de primeira geração. Mas tem que começar de algum lugar, né? E mesmo conseguindo reutilizar o TPU dos Loops de primeira geração para fazer componentes como a sola e língua parece ser um início promissor.

Williamson ainda diz que a Adidas já possui protótipos do Loop com elementos do calçado com até 50% de conteúdo reciclável, e se a Adidas puder aumentar a quantidade de material reciclável usado nas gerações futuras, pode ser possível para a empresa atingir ou se aproximar do seu alvo, quando o Loop for lançado oficialmente no segundo semestre de 2020.

Tênis Loop, da Adidas, de lateral

Você pode ser perguntar: e o que vai ser do Loop entre hoje e 2020? Bem, além de refazer a sua linha de reciclagem, processo e estrutura de recompensas para o Loop, a Adidas também distribuirá pares de sapatos para algumas pessoas, que se tornarão os primeiros testadores do projeto de calçados reciclados da companhia. Os testadores utilizarão os tênis por seis meses e depois terão de devolvê-lo para que possam ser triturados, processados e, potencialmente, processador em um novo par.

Existem vários desafios significativos que a Adidas precisará superar antes de atingir as metas de reciclagem do Loop, embora, de modo geral, pareça um movimento na direção certa. E com o TPU sendo o material usado para criar a exclusiva sola Boost, encontrada em muitos tênis da empresa alemã, se a Adidas conseguir reciclar o Loop, isso pode ter um efeito importante no impacto ambiental de centenas ou milhares de sapatos no futuro.