Há dois anos, a Amazon abriu sua primeira loja de conveniência automatizada, sem caixas e filas. Desde então, as lojas Amazon Go se expandiram para 24 outros locais ao redor dos Estados Unidos. Agora, a companhia está tentando tornar as suas lojas sem caixas algo grandioso, com o lançamento oficial do seu primeiro supermercado, chamado de Go Grocery.

Situado nas bordas do centro de Seattle em um espaço de 3.170 m² (com 2.350 m² dedicados ao espaço de compras), o novo supermercado Amazon Go torna pequeno todas as outras lojas sem caixas da empresa, que iam de estabelecimentos pequenos de 120 m² a 610 m².

No entanto, parece que o tamanho da loja não era o principal desafio da Amazon ao construir o seu primeiro supermercado sem caixas, mas o número e principalmente a variedade de itens disponíveis.

Isso por que ao contrário das lojas típicas da Amazon Go que funcionam como lojas de conveniência ou pequenas mercearias e estocam principalmente itens pré-embalados como batatas fritas e bebidas engarrafadas, o supermercado Amazon Go precisa rastrear com precisão a compra de comidas que são mais difíceis de localizar, como produtos frescos, não importa quantos limões ou tomates o cliente pegue e inspecione antes de colocar no carrinho de compras.

Pessoa faz leitura do celular para entrar na loja Pessoa com camiseta da Amazon passeia na loja Amazon Go GroceryFoto: AP

Para isso, assim como outras lojas Go, o supermercado Go ainda usa o mecanismo para que as pessoas entrem com seus celulares e sejam rastreadas por uma série de câmeras e sensores instalados nos tetos das lojas para fazer a leitura do que elas pegam. Porém, foram feitos alguns ajustes que permitem que os clientes peguem os melhores produtos e devolvam outros (potencialmente em algum lugar diferente daquele em que foi pego originalmente) sem adicionar erroneamente algo no carrinho.

Dito isso, a Amazon diz que seu supermercado Go contém 5.000 itens únicos, entre itens de grandes marcas, produtos orgânicos e outros alimentos básicos, muitos vindos da subsidiária Whole Foods.

O vice-presidente da Amazon, Dilip Kumar, falou com a Geekwire e disse que a empresa queria garantir que os clientes fossem recebidos por “produtos dispostos de forma [tradicional]”, mas há algumas diferenças importantes entre a variante sem caixas da Amazon e um supermercado normal.

Amazon Go GrocerySe você olhar para o teto, irá reparar os inúmeros sensores e câmeras que a Amazon usa para registrar quais itens os clientes estão comprando. Foto: AP

Pelo fato de a Go Grocery não ter nenhum serviço de preparação de alimentos no local como um açougue ou padaria, alimentos como peixe fresco, carne e de confeitaria são embalados individualmente e entregues na loja a cada dois dias. O mesmo se aplica à seção de queijos finos que não tem um queijeiro para o ajudar a decidir se é melhor ir com uma fontina ou um brie para a sua receita.

Um dos poucos locais na loja onde as pessoas podem esperar uma presença humana é a seção de álcool, onde um funcionário da Amazon irá verificar as identidades antes de permitir que as pessoas comprem bebidas alcoólicas. Na frente da loja, há postos de auto-atendimento adicionais para coisas como café e pães, juntamente com uma seleção de refeições pré-preparadas.

Finalmente, quando um cliente termina as compras, como em outros locais da Amazon Go, é possível simplesmente sair da loja com suas compras sem pegar a carteira.

Para o futuro, embora o principal objetivo do supermercado Go seja levar a experiência de compras mais rápidas e sem restrições da Amazon para as compras do dia a dia, a Amazon planeja coisas maiores. Enquanto falava com o Wall Street Journal, Kumar disse que no processo de fazer o supermercado Go, a Amazon “aprendeu muito” e que não há “nenhum limite superior. [A loja] poderia ser cinco vezes maior. Podia ser 10 vezes maior.”

Sacolas da Amazon Go GroceryFoto: AP

Isso pode sugerir que a Amazon tenha planos de criar grandes lojas Go para competir com supermercados como o Sam’s Club, mas não há um cronograma oficial para expandir a Go Grocery para outros locais.

Nesse momento, a Go Grocery foi concebida principalmente como uma vitrine tecnológica destinada a atrair outros grandes varejistas a adotar ou comprar a tecnologia da Amazon para utilização nas suas próprias lojas.

Mas com base no ritmo a que as lojas originais da Amazon Go se expandiram para cidades como Nova York, San Francisco e Chicago, não seria uma grande surpresa ver mais Go Grocery aparecerem em breve nas principais áreas metropolitanas dos EUA.