Uma notícia importante sobre o iOS 10 não foi anunciada durante a keynote da WWDC 2016. Ao baixar a versão beta, desenvolvedores notaram que agora é possível remover apps nativos da tela inicial do iPhone e do iPad.

>>> Os detalhes do iOS 10, que chegará a iPhones e iPads lançados desde 2012
>>> WWDC: Apple se mostra mais aberta, inclusive para pegar recursos da concorrência

Abaixo, há uma lista de todos os apps que podem ser removidos — e que também podem voltar ao seu aparelho, basta baixá-los novamente na App Store.

deletarapps

A funcionalidade é limitada. Como você pode ver, por enquanto, nada de apagar os apps Câmera, Fotos e Mensagens. Além disso, há algumas restrições em excluir apps cruciais para determinadas atividades. Por exemplo, o app do Apple Watch: se o smartphone está pareado com um relógio, ele avisa que a ação desconectará os dispositivos. Ao apagar o app Música no iPhone, não é possível usá-lo no CarPlay.

E se você apagar um app e ele for necessário depois, surgirá um aviso para que você o reinstale na App Store:

A discussão sobre a exclusão de apps nativos do iOS não é nova. Durante uma entrevista ao Buzzfeed em setembro de 2015, Tim Cook, CEO da Apple, foi questionado sobre o assunto, e respondeu que a empresa planejava cortar aplicativos nativos no iPhone ou permitir escondê-los. Além disso, ele ressaltou que o problema não era tão simples, pois alguns aplicativos têm relação com outras funcionalidades.

Até setembro, quando a Apple costuma liberar novas versões de seus sistema, ainda tem ainda bastante chão, mas esperamos que a empresa mantenha esse recurso até a liberação da versão final. E, claro, que permita aos usuários tornar padrão os seus apps favoritos.

[The Verge e Apple]

Foto por Tony Avelar/AP