A polêmica sobre o tapa que Will Smith deu no comediante Chris Rock durante o Oscar 2022 parece ter rendido mais do que o esperado. Agora, o ator tem que lidar também com a suspensão e o adiamento de projetos com os quais estava envolvido.

Segundo o The Hollywood Reporter, a Netflix pausou a produção de “Fast and Loose”. A produção, que conta a história de um criminoso que perde a memória, seria estrelada por Smith. O site afirma que, poucas semanas antes do Oscar, David Leitch deixou a direção do longa para assumir outros projetos. Na época, a plataforma de streaming parecia ter pressa para encontrar um substituto mas, após a polêmica na premiação, colocou a trama em segundo plano.

“Bad Boys 4” seguiu pelo mesmo caminho. Will Smith teria recebido 40 páginas do roteiro antes da cerimônia do Oscar, e o longa vinha sendo produzido pela Sony. Mas, segundo fontes, filme terá uma pausa em seu desenvolvimento.

Nenhum dos estúdios se pronunciou sobre o assunto, enquanto as fontes ouvidas pela imprensa dos EUA ainda citam a possibilidade de a Netflix seguir em frente com “Fast and Loose”, possivelmente com outro ator principal e diretor. 

A próxima grande produção a ter Smith como protagonista é “Emancipation”, da Apple TV+. O filme já foi gravado e conta a história real de um escravo que foge de uma propriedade e acaba se envolvendo na Guerra Civil dos EUA. A produtora havia planejado uma estreia em 2022, mas o lançamento da produção segue sem data.

Tem mais: segundo rumores, Apple TV+ e Netflix estavam disputando os direitos para filmar “Will”, a biografia do ator, lançada no ano passado. No entanto, insiders da indústria disseram que os gigantes do streaming deram um passo atrás na oferta.

Boatos de internação

Nessa segunda-feira (4), o jornal britânico The Sun informou que Will resolveu se internar numa clínica para se recuperar do estresse ante a rejeição que vem recebendo do público, de colegas e de estúdios.

“O impacto da repercussão atingiu Will com força, então ele buscará ajuda para lidar com o estresse. Esta é, sem dúvida, a batalha de sua carreira. Será um retiro de luxo usado por ricos e famosos, e ele irá refletir bastante sobre como seguir em frente”, teria afirmado ao veículo uma fonte ligada à Hollywood.

Will Smith renuncia à Academia

Antes de ir para clínica, Will Smith anunciou na última sexta-feira (1) que renuncia como membro da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood.

“Respondi o aviso de audiência disciplinar da Academia e aceito integralmente todas as consequências por minha conduta. Minhas ações na apresentação do 94º Oscar foram chocantes, dolorosas e imperdoáveis. A lista daqueles que machuquei é longa e inclui Chris (Rock), sua família, muitos de meus queridos amigos e entes queridos, todos os presentes e o público em casa”, afirmou o ator em comunicado enviado à revista Variety.

“Eu traí a confiança da Academia. Privei outros indicados e vencedores de sua oportunidade de celebrar e ser celebrado por seu trabalho extraordinário. Estou de coração partido. Quero colocar o foco de volta naqueles que merecem atenção por suas realizações e permitir que a Academia volte ao incrível trabalho que faz para apoiar a criatividade e a arte no cinema. Portanto, estou me renunciando da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas e aceitarei quaisquer outras consequências que o Conselho julgar apropriadas. A mudança leva tempo e estou comprometido em fazer o trabalho para garantir que nunca mais permita que a violência ultrapasse a razão.”

A renúncia significa que o ator não vai mais poder participar do processo de votação do Oscar, mas ele ainda pode ser indicado, já que não é necessário ser membro da Academia para concorrer.

“Recebemos e aceitamos a renúncia imediata do senhor Will Smith da Academia”, afirmou a instituição em comunicado à revista The Hollywood Reporter. “Na próxima reunião do conselho, prevista para 18 de abril, a Academia poderá tomar qualquer medida disciplinar, que pode incluir suspensão, expulsão ou outras sanções permitidas pelos estatutos e padrões de conduta”, afirmou a entidade. 

Ele também pode ser punido com a perda da elegibilidade. Dessa forma, não poderá ser escolhido pelos conselheiros para receber prêmios. Essa medida pode ser definitiva ou temporária.

Pedido de desculpas 

Smith chegou a se desculpar instantes depois do tapa. Durante o discurso de premiação, feito para celebrar a estatueta por seu papel em “King Richard: Criando Campeãs”, Will lamentou a atitude. Chorando, disse que “a vida imita a arte” e que “nós fazemos loucuras por amor”.

Além disso, no dia seguinte, Will pediu desculpas públicas a Chris Rock pela agressão. O ator escreveu em sua conta no Instagram a seguinte mensagem: “Eu gostaria de me desculpar publicamente com você, Chris. Eu perdi a linha e estava errado. Estou envergonhado e minhas ações não foram indicativas do homem que quero ser. Não há lugar para violência em um mundo de amor e bondade”, escreveu ele na ocasião.

Fontes dizem que foi pedido para Will Smith se retirar do local, outras negam e afirmam que nenhum pedido do tipo aconteceu. A polícia de Los Angeles estava de prontidão caso Chris Rock quisesse registrar uma denúncia, algo que se negou a fazer.

O que vai acontecer com a carreira do ator?

O The Hollywood Reporter publicou reportagem em que pessoas influentes da indústria do cinema afirmam ainda haver espaço para a carreira do astro de 53 anos continuar. Um dos executivos ouvidos diz que a boa reputação do ator e sua longa trajetória o ajudariam a retomar o trabalho.

Para outros executivos de estúdios de cinema dos Estados Unidos, a imagem de Will Smith não estaria completamente manchada, mas tudo depende de como as coisas seriam conduzidas a partir de agora. 

A página dedicada a ele no IMDb, o maior site especializado em cinema do mundo, reúne outras 11 produções, entre filmes e séries com o ator já anunciadas ou em fase de finalização. “Karatê kid 2” e “Hancock 2” fazem parte dessa lista.