Uma bofetada que roubou a noite do Oscar. Teve homenagem, discursos emocionados,  homegagem à Ucrânia… Mas nada disso fica para a história. O Oscar de 2022 será o do “tapa do Will Smith”.

O ator Will Smith agrediu o colega Chris Rock em pleno palco do Oscar na noite deste domingo (27), em Los Angeles. Rock, que apresentava o prêmio de melhor documentário, fez piada sobre a cabeça raspada de Jada Pinkett Smith, mulher do ator, que tem alopecia, uma doença que causa a queda de cabelos

Chris Rock disse que mal podia esperar para ver Jada estrelar “G.I. Jane 2”. No longa de 1997, “G.I. Jane”, que no Brasil foi lançado como “Até o limite da honra”, a atriz Demi Moore raspou os cabelos para dar vida a uma tenente da elite da Marinha Americana.

“Vai ter o G.I. Jane 2”, disse Chris, falando o nome do filme em inglês. Will, que ainda não tinha recebido o prêmio de Melhor Ator por “King Richard: Criando Campeãs”, subiu até o palco, deu um tapa em Chris, voltou para a plateia e então gritou duas vezes de seu lugar da plateia: “Mantenha o nome da minha esposa fora da p* da sua boca”. O humorista ficou sem reação e Lupita Nyong’o, que estava sentada ao lado de Will, apareceu assustada. Confira ao vídeo:

Muitos na plateia do Oscar pareciam atordoados com o incidente. Diddy foi apresentador seguinte da cerimônia, uma celebração do 50º aniversário de “O Poderoso Chefão”. Diddy abordou a situação dizendo: “Will e Chris, vamos resolver isso como uma família. Agora estamos seguindo em frente com amor.”

Algumas horas depois, Will voltou ao mesmo palco para receber o seu primeiro Oscar pela interpretação do papel-título em “King Richard”. Chorando muito, ele fez um longo discurso sobre família e, no final, apresentou uma espécie de pedido de desculpas. “Richard Williams era defensor da sua família. Neste momento da minha vida, eu sou tomado pelo que Deus me pede para ser e fazer deste mundo”, explicou.

“Ao fazer esse filme, eu pude proteger uma das pessoas mais fortes e delicadas que já pude conhecer. Eu pude proteger as duas atrizes que fizeram os papéis de Venus e Serena Williams. Na minha vida, neste momento, estão pedindo para que eu ame e proteja as pessoas. Para ser um rio para o meu povo,  para as minhas pessoas”, disse o ator.

No intervalo, Will foi consolado por Denzel Washington e foi visto limpando lágrimas. No discurso, o ator contou o conselho que recebeu: “eu sei que para fazer isso, você tem que aceitar abusos, pessoas que te desrespeitam, sorrir e fazer de conta que está tudo bem. Denzel falou há alguns minutos ‘esse é o seu maior momento, é aí que o diabo vai te pegar’. Eu quero ser o companheiro do amor, agradecer a Venus, Serena e à família Williams por confiar sua história a mim”, afirmou.

“Quero ser embaixador desse tipo de amor, de cuidado. Quero pedir desculpas aos membros da academia, aos outros indicados. Este é um momento lindo. Não estou chorando por ganhar um prêmio, é sobre levar a luz a todas as pessoas. A arte imita a vida, eu pareço um pai maluco como realmente falaram, mas amor faz com que você faça coisas doidas… agradeço em nome de Richard e de toda a família Williams. Espero que a academia me chame para uma próxima festa”, disse, se referindo à agressão, sem pedir desculpas diretamente a Chris.

Horas depois de encerrar a premiação do Oscar, a Academia usou seu perfil no Twitter para se manifestar sobre o tapa dado por Will Smith em Chris Rock. “A Academia não tolera violência de qualquer forma. Hoje à noite, tivemos o prazer de celebrar os vencedores do 94º Oscar, que merecem este momento de reconhecimento de seus colegas e amantes do cinema em todo o mundo”, diz o pronunciamento. Confira:

Vale lembrar que Chris Rock tem um histórico de provocações a Jada Pinket-Smith. Em 2016, o Wil e a esposa não compareceram à premiação devido ao boicote que alguns fizeram pela falta de nominação a atores negros. O comediante havia sido o apresentador da cerimônia naquela edição, e fez uma menção a ela no discurso de abertura, como uma forma de provocação. 

“Jada fazendo boicote ao Oscar é como eu fazendo boicote às calcinhas de Rihanna… Não fui convidado”, disse Chris. Na época, Jada minimizou a polêmica, alegando: “faz parte, mas precisamos seguir adiante”. 

Mesmo em meio à polêmica, Chris Rock se recusou a fazer um boletim de ocorrência depois de levar um tapa de Will Smith, segundo informações da Variety. A polícia de Los Angeles confirmou a decisão do comediante em um comunicado:

“As entidades investigativas do departamento estão cientes de um incidente entre dois indivíduos durante o programa do Oscar. O incidente envolveu um indivíduo batendo em outro. O indivíduo envolvido se recusou a registrar um boletim de ocorrência. Se a parte envolvida desejar um relatório policial em uma data posterior, a polícia de Los Angeles estará disponível para concluir um relatório investigativo”.