Na noite desta segunda-feira (28), Will Smith usou suas redes sociais para se desculpar com o comediante Chris Rock, após o tapa durante a cerimônia do Oscar 2022.

Além de Chris Rock, o dono da estatueta de Melhor Ator também falou do que sentiu no momento da piada com sua esposa Jada Pinkett Smith, que sofre de uma doença autoimune e afirmou que sua conduta o deixou envergonhado. Confira o comunicado na íntegra.

“A violência em todas as suas formas é venenosa e destrutiva. O meu comportamento no Oscar de ontem à noite foi inaceitável e indesculpável. As piadas à minha custa fazem parte do trabalho, mas uma piada sobre a condição médica de Jada era demasiado para eu suportar e reagi emocionalmente.

Gostaria de lhe pedir desculpa publicamente, Chris. Estava fora dos limites e estava errado. Estou envergonhado e as minhas ações não foram indicativas do homem que eu quero ser. Não há lugar para a violência num mundo de amor e bondade.

Gostaria também de pedir desculpa à Academia, aos produtores do espetáculo, a todos os participantes e a todos os que assistem em todo o mundo. Gostaria de pedir desculpa à Família Williams e à minha Família Rei Ricardo. Lamento profundamente que o meu comportamento tenha manchado o que tem sido uma viagem de outro modo deslumbrante para todos nós.

Estou trabalhando no progresso”

Dia que ficará marcado na história da família Smith

Minutos após estapear o comediante, Will Smith ganhou seu primeiro Oscar da carreira –o de Melhor Ator por “King Richard: Criando Campeãs. Ainda no palco para receber seu prêmio, o ator já havia pedido desculpas de forma rápida.

Após o tapa, Chris Rock decidiu não prestar queixa contra Will, que deve manter sua estatueta de Melhor Ator.

Assine a newsletter do Gizmodo

Em comunicado oficial, a Academia também se pronunciou e afirmou não apoiar violência. “Não toleramos violência de qualquer forma. Esta noite estamos muito felizes em comemorar os vencedores da 94ª Cerimônia do Oscar, que merecem este momento de reconhecimento de seus colegas e amantes do cinema ao redor do mundo”.