Cerca de uma semana atrás, a tecla “a” no meu MacBook Pro quebrou. Uma vez plana e útil, a pobrezinha parece agora uma mini pista de esqui e mal funciona. Vários dos meus amigos têm tido problemas de teclado semelhantes em seus laptops superfaturados. Por isso, ficamos aliviados hoje quando a Apple anunciou uma expansão do programa de consertos do teclado. Agora, a empresa vai reparar de graça praticamente qualquer MacBook Pro com o problemático “mecanismo de borboleta”. A Apple até anunciou uma atualização de design que, espera-se, garantirá que novos teclados não quebrem. Bom trabalho, Apple.

Isso é animador. A Apple demorou muito para resolver os muitos problemas causados ​​por seu design de tecla de borboleta de baixa qualidade.

A Apple apresentou esta tecnologia pela primeira vez no final de 2015, com o lançamento de um novo MacBook de 13 polegadas. Uma segunda versão do design de tecla borboleta veio no início de 2016, quando a Apple anunciou um MacBook Pro redesenhado. Até então, as pessoas já estavam reclamando sobre o design original das teclas de borboleta e sua tendência a quebrar, mas a segunda versão deixou todo mundo louco de raiva.

Em junho de 2018, quase um ano depois de Casey Johnston ter explicado suas próprias frustrações com o novo teclado do MacBook Pro em um post no Outline, a Apple finalmente admitiu que o projeto tinha falhas e anunciou um programa de reparos para um número limitado de laptops.

Alguns meses depois, a Apple lançou um novo MacBook Air e outro novo MacBook Pro, ambos com a terceira geração das teclas borboleta, agora com uma membrana de silicone para evitar mais problemas. Joanna Stern, do Wall Street Journal, informou mais tarde que as teclas borboleta de terceira geração também eram propensas a falhas. A Apple não expandiu o programa de reparos para cobrir os novos modelos.

Programas de conserto, em geral, são um saco. Eles envolvem um cliente que pagou e está tendo que lidar com um produto quebrado e também com o aborrecimento de gastar tempo para consertá-lo.

Substituir um teclado do MacBook também é notoriamente irritante, já que não dá para trocar só uma tecla quebrada, é preciso substituir toda a metade superior do laptop. Isso significava que usuários infelizes com teclados quebrados precisavam deixar seus computadores no conserto por vários dias para poder usar o programa de reparo.

A Apple recentemente mudou sua política para que mais trocas de teclado pudessem ser feitas em suas lojas e, dessa forma, a maioria dos clientes teria que esperar apenas 24 horas para consertar seus laptops. Mesmo assim, o programa de reparo gratuito só se aplicava a certos modelos do MacBook.

Com o anúncio de hoje, a Apple finalmente fez a coisa certa. Todos os modelos de MacBook com teclados de borboleta — todas as três gerações do projeto — qualificam-se para reparos gratuitos. A empresa também anunciou novos modelos MacBook Pro com um design de borboleta de quarta geração que usa um novo material para o mecanismo de teclado, embora não tenha dito o que é esse novo material.

Há algumas ressalvas. O programa de reparos cobre apenas modelos MacBook por quatro anos após a compra. Isso significa que algumas pessoas que compraram um MacBook de 13 polegadas em abril de 2015, quando o novo modelo saiu, não se qualificam para um reparo gratuito. A Apple também diz que apenas os modelos MacBook com teclas de terceira geração receberão o novo teclado de quarta geração por meio de um reparo gratuito.

Entrei em contato para obter mais informações sobre o design da chave borboleta de quarta geração, além dos detalhes do programa de reparo expandido. Atualizarei este post se eu receber a resposta.

Tudo isso é meio confuso, né?

Como um repórter de tecnologia que cobre Apple, acompanho há quatro anos essa derrocada na confiança de qualidade da marca. Até pouco tempo atrás, pareceria ridículo que tantas pessoas estivessem sofrendo com o que parecia ser uma falha fatal em um dos componentes mais importantes de um laptop: o teclado.

Parece que qualquer empresa de informática faria questão de fazer um teste de estresse de um projeto tão importante, talvez da maneira como a Ikea testa suas cadeiras: fazendo um robô bater nelas milhares de vezes. Também não estamos falando de uma empresa de computadores qualquer aqui. Estamos falando da Apple, uma empresa famosa por sua obsessão pela perfeição!

Talvez essa obsessão é o que impediu a Apple de lidar com esse teclado corretamente mais cedo. Afinal, isso vem acontecendo há anos, e a Apple ofereceu apenas correções temporárias incrementais para um número seleto de clientes, pessoas que pagavam milhares de dólares por aparelhos que se mostravam defeituosos.

Todo esse desastre me lembra da recente polêmica sobre a Apple secretamente limitar o desempenho dos iPhones para prolongar a vida útil da bateria. A Apple demorou alguns anos para resolver esse problema e, por fim, oferecer trocas de bateria com desconto para determinados clientes do iPhone. Levou anos para a Apple admitir que estragou as três primeiras gerações do design das teclas de borboleta. Agora, vamos ter que esperar para ver se a quarta geração também tem falhas.

Seja como for, é bom que mais pessoas consigam consertar seus teclados. A espera atual por um reparo do teclado na Apple Store mais próxima da minha casa é de cerca de uma semana, mas tenho certeza de que essa semana com a tecla “a” quebrada vai passar voando.

Na verdade, percebi que já espero uma leve decepção com todos os produtos da Apple que compro. A tela do iPhone XS arranha com facilidade, o mouse só funciona de vez em quando, o teclado que quebra — esses são os novos produtos da Apple. Eles são honestamente legais durante a maior parte do tempo. Mas comprar produtos da Apple hoje em dia não é apenas ficar maravilhado com a perfeição, mas sim esperar pela única imperfeição que arruinará sua vida.