Ficamos sabendo no final do ano passado que a Apple desacelerava iPhones antigos com baterias gastas por meio de atualizações de software. A justificativa da empresa foi de que isso era feito para evitar os problemas de desligamento automático pelos quais aparelhos mais antigos começam a passar depois de alguns anos de uso. O que não sabíamos exatamente era o quanto mais lentos esses dispositivos ficavam. Até agora.

• Realize o sonho da casa própria ou compre seu iMac Pro de R$ 100 mil
• Como saber se o processador do seu iPhone é limitado pela bateria
• Apple estuda devolver dinheiro de quem pagou mais caro para trocar bateria do iPhone

O usuário do YouTube Bennett Sorbo decidiu testar a diferença entre um iPhone 6s com bateria desgastada e um que havia acabado de ter sua bateria substituída.

Ele registrou o teste, em que abre diversos aplicativos, no vídeo abaixo, pausando o vídeo do iPhone 6s recauchutado até que o celular com a bateria antiga chegasse ao mesmo ponto do teste. E o que vemos, no fim da comparação, é uma diferença significativa: o iPhone 6s com bateria nova demora 1m12s a menos que o dispositivo com a bateria desgastada, e isso ao longo de um teste de aproximadamente quatro minutos e meio.

Além de demonstrar a diferença de desempenho abrindo aplicativos, o youtuber também usou o benchmark Geekbench 4 para destacar como a troca de bateria muda bastante a performance. Abaixo, o iPhone 6s da esquerda é o que tem bateria antiga, enquanto o da direita é o que tem uma nova.

Como resultado da revelação do desaceleramento e de toda a repercussão negativa que seguiu, incluindo ações judiciais em diversos países, a Apple anunciou um desconto substancial na troca de baterias de iPhones 6 ou mais antigos.

No Brasil, o preço da reposição foi de R$ 449 para R$ 149. E, como o vídeo abaixo revela, talvez vale bastante a pena você passar pelo processo se o seu iPhone antigo estiver demorando aquela eternidade para abrir apps e alternar entre eles.

Imagem do topo: Reprodução