Durante a WWDC deste ano, a Apple anunciou uma das maiores atualizações do macOS desde que mudou para o Unix com o Mac OS X. Quase seis meses depois, a atualização finalmente chegou.

Apresentado nesta terça (10) durante o grande evento sobre MacBook da Apple, o Big Sur promete ser uma grande mudança para os usuários do macOS ao trazer o design do sistema operacional de desktop da Apple mais em linha com o iOS e iPadOS, que são muito mais amplamente usados.

macOS Big Sur Apple

Laptops com o novo chip M1 da Apple têm a garantia de vir com Big Sur instalado, já que o novo sistema operacional é carregado com otimizações para ele, incluindo uma nova versão do Rosetta que permitirá que aplicativos não otimizados para a arquitetura ARM rodem (espero) suavemente em dispositivos M1. O Big Sur também permitirá que dispositivos com chip Apple rodem aplicativos para iPadOS e iOS.

Se você já tem um computador Apple, poderá atualizá-lo para Big Sur em 12 de novembro, baixando-o gratuitamente na App Store. Se você é um novo usuário de computador Apple (Tim Cook afirma que 50% das compras de computadores Apple este ano foram de novos clientes), então seu computador provavelmente virá com o Big Sur pré-instalado.

Como acontece com toda grande atualização, tenha cuidado antes de prosseguir, pois normalmente há muitos bugs na primeira versão que serão eliminados logo depois. Talvez seja uma boa ideia passar o dia fazendo backup do seu sistema apenas por segurança.

O que o Big Sur traz de diferente?

Em termos de design, as mudanças são perceptíveis. Os aplicativos agora contam com barras laterais de altura total e barras de ferramentas atualizadas. A Central de Controle para Mac dá a sensação de que você está utilizando um dispositivo mobile, já que ele é parecido com o menu de acesso rápido do iPhone, permitindo ajustar configurações de Wi-Fi, Bluetooth, controlar músicas e ativar o Modo Escuro na tela.

macOS Big Sur Apple

A integração da experiência com iPhones e iPads também acontece por meio da Central de Notificações, que mostra widgets e notificações juntos, agrupados por app. Algumas delas também são interativas, permitindo que você dê o play em uma música ou vídeo, ou saiba mais sobre convites do Calendário. Assim como a Central de Controle, a Central de Notificações pode ser configurada de acordo com as preferências do usuário.

Outra grande mudança trazida pelo Big Sur é em relação ao navegador. De acordo com a Apple, o Safari ganhou a maior atualização já feita. Isso significa que ele agora tem mais opções de personalização, melhor desempenho e duração da bateria, além de recursos para proteger a privacidade do usuário.

A App Store vai ganhar uma nova categoria exclusiva para extensões do Safari, sendo que os desenvolvedores poderão trazer extensões de outros navegadores por meio de ferramentas de migração e com a nova compatibilidade com a API WebExtensions. O navegador ainda irá perguntar quais sites cada extensão tem permissão de acessar para preservar a privacidade do usuário.

Com a atualização do sistema, o Safari vai avisar sempre que alguma senha salva tenha sido comprometida e vai ajudar o usuário a trocá-la. O navegador também vai contar com o recurso Antirrastreamento que identifica rastreadores e evita que eles obtenham o perfil do usuário ou sigam suas atividades.

Na página inicial do Safari, será possível visualizar um Relatório de Privacidade semanal que traz um resumo de todos os rastreadores entre sites que foram bloqueados nas páginas acessadas. Antes de baixar um aplicativo da App Store, também será possível visualizar um resumo das práticas de privacidade de cada app.

Em termos de performance, a Apple afirma que o novo Safari é 50% mais rápido do que o Chrome na hora de carregar sites visitados com frequência. O consumo de energia mais eficiente também resulta em até 1,5 hora a mais de streaming de vídeos em comparação com o Chrome e o Firefox; e 1 hora a mais de navegação em relação aos concorrentes.

macOS Big Sur Apple

Outras mudanças trazidas pelo Big Sur incluem o app Mensagens, com diferentes recursos e memojis; uma nova ferramenta de busca que organiza os resultados em links e fotos; Mapas e Guias que permitem salvar e compartilhar lugares favoritos na hora de planejar uma viagem; entre outras melhorias em aplicativos e recursos existentes.

*Colaborou Erika Nishida