A Apple retirou todos os seus 39 computadores, monitores e laptops do EPEAT, que fornecia uma importante certificação ambiental para seus produtos. Por quê? Uma porta-voz da Apple disse ao The Loop que o EPEAT não é o bastante para seus produtos.

Acredita-se que o MacBook Pro com tela Retina, um laptop bem difícil de se desmontar, seria o grande motivo para a Apple sair do EPEAT: o design de seus computadores futuros deve ficar ainda mais fechado.

A Apple, no entanto, não menciona isto. Esta é a posição oficial sobre o assunto:

A Apple toma uma abordagem abrangente para medir nosso impacto ambiental, e todos os nossos produtos obedecem aos padrões mais rigorosos de eficiência em energia apoiados pelo governo americano, o Energy Star 5.2. Nós também lideramos na indústria ao informar as emissões de gás de efeito estufa de cada produto no nosso website, e os produtos da Apple são superiores em outras importantes áreas ambientais que não são medidas pela EPEAT, como remoção de materiais tóxicos.

Por um lado, as certificações da EPEAT podem não ser as mais adequadas: o órgão reconhece que “elas estão um pouco antigas”; além disso, é estranho que eles ainda não avaliem smartphones nem tablets.

Por outro lado, a certificação EPEAT ainda é muito importante: o governo americano e diversas empresas e universidades exigem computadores aprovados pelo EPEAT. A Apple tinha certificação ouro desde 2007. [TheLoop via 9to5Mac]