A Apple vai começar a vender os novos iPhone 11 no Brasil a partir de 18 de outubro, numa sexta-feira, como já é tradição da marca. Este parece ser o lançamento mais rápido de iPhone no país, já que o aparelho tradicionalmente chegava por aqui em novembro.

Em comunicado à imprensa, a Apple diz:

“Estamos muito animados em trazer a nova dual-câmera do iPhone 11, bem como a do iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max, uma nova linha pro para iPhone, que oferece a mais avançada performance para clientes do Brasil, começando as vendas em 18 de outubro, sexta-feira. iPhone 11 e iPhone 11 Pro estarão disponíveis em apple.com/br, no Apple Store app, nas lojas da Apple, nos parceiros varejistas e em operadoras selecionadas”

Não, ainda não temos ideia de preço dos smartphones. Isso só deve ser divulgado mais próximo ao lançamento, mas, imagino, que teremos algo muito semelhante com os aparelhos do ano passado. Portanto, o iPhone 11 deve ter um preço semelhante ao iPhone XR (partindo de R$ 5,199), e as duas versões Pro com valores equivalentes XS (partindo de R$ 7.299) e XS Max (partindo de R$ 7.999).

Até o momento, a mídia internacional gostou bastante das melhorias trazidas pelos novos dispositivos da Apple, ainda que muitos dos recursos já tenham aparecido em outros aparelhos topo de linha da plataforma Android.

iPhone 11

O novo sistema de câmeras tira vantagem do novo e mais poderoso processador A13 Bionic. A Apple diz que ele tem 20% mais performance do que o chip A12 em termos de poder de processamento, gráficos e processamento neural (para IA). Essa potência alimenta uma nova funcionalidade chamada processamento de fotos Deep Fusion que, na teoria, deve oferecer imagens super nítidas, bem como um novo Modo Noturno que parece realmente bater de frente com a Visão Noturna do Pixel.

iPhones 11 de várias cores

A Apple também aprimorou a sua função Smart HDR para oferecer cores mais vivas. O aparelho vem ainda com o Face ID, que a companhia diz estar mais rápido e funcionar de mais ângulos. O iPhone 11 tem ainda um novo chip U1 que melhora a percepção espacial do dispositivo. A fabricante diz que sua bateria dura 17 horas e é compatível com carregamento rápido, embora você precise comprar um adaptador especial separadamente.

O iPhone 11 virá em seis cores: preto, verde, amarelo, roxo, vermelho e branco. As opções de armazenamento incluem 64 GB, 128 GB e 256 GB. Os preços começam em US$ 700. A pré-venda nos EUA começa no dia 13 de setembro, e os envios no dia 20 de setembro. Ainda não há informações de disponibilidade no Brasil, mas o modelo deve chegar antes das festas de final de ano.

iPhone 11 Pro

Este é o item caríssimo, e para a surpresa de muitos, virá também na cor verde. O iPhone 11 Pro substitui a linha do iPhone XS. Assim como seu antecessor, o celular possui corpo aço inoxidável e tela OLED de 5,8 polegadas. A Apple diz que seu vidro é o mais resistente já colocado em um smartphone, e a traseira possui um acabamento fosco.

iPhone 11 Pro e suas diferentes cores

Assim como o iPhone 11, a traseira trás uma protuberância quadrada ainda maior. Neste modelo, há uma câmera grande angular completamente nova. Juntas, as três câmeras de 12 megapixels oferecem zoom óptico de até 4X, com distância focal de 13 a 52 milímetros. Agora, você pode tanto aproximar quanto se afastar ao enquadrar uma foto.

Além do sistema mais avançado de câmeras e um design ligeiramente diferente, o iPhone 11 Pro possui muitas das mesmas especificações do iPhone 11. Ele também tem um chip A13 Bionic e todo o poder de processamento que vêm com esse componente. Mesmo com esses ganhos, a Apple diz ter conseguido estender a autonomia de bateria do aparelho em quatro horas, se comparado com o iPhone XS. Esse modelo também tem carregamento rápido e a companhia decidiu finalmente incluir um adaptador compatível com essa tecnologia na caixa.

O novo iPhone 11 Pro terá sua pré-venda iniciada em 13 de setembro, e os envios começarão no dia 20 de setembro. Ele será vendido nas cores cinza, prata, um novo tom de dourado e num verde meia-noite. As opções de armazenamento são as mesmas do modelo do ano passado: 64 GB, 256 GB e 512 GB. O aparelho custa a partir de US$ 1.000.

Ainda não há informações de disponibilidade no Brasil, mas o modelo deve chegar antes das festas de final de ano.

Já o iPhone 11 Max é apenas uma versão mais do iPhone 11 Pro. As especificações são virtualmente idênticas, com exceção do fato de iPhone 11 Max tem tela OLED de 6,5 polegadas e uma hora extra de autonomia de bateria. O preço sugerido é de US$ 1.100.