O Brasil ainda engatinha quando se trata de pagamentos com o celular. Inspirados pelo sucesso do Apple Pay nos EUA, bancos brasileiros querem trazer o serviço para o Brasil. Claro, por aqui ele seria muito mais limitado – mas este pode ser o empurrão de que os bancos precisam.

>>> Para combater Apple Pay, Google testa pagamento via celular que dispensa NFC

Segundo a Época Negócios, Bradesco, Itaú e Banco do Brasil já negociam com a Apple a chegada do Apple Pay ao Brasil: “as instituições já se reuniram com a Apple para discutir detalhes sobre a chegada da tecnologia”, mas ainda não há prazo para isso acontecer.

O Apple Pay certamente seria muito mais limitado no Brasil que nos EUA: ele requer um iPhone 6 ou 6 Plus, que custam a partir de R$ 3.500. Mas esse pode ser o pontapé para os pagamentos móveis enfim deslancharem no país.

Afinal, quase 80% dos terminais da Cielo e Rede aceitam a tecnologia NFC. Só falta os bancos entrarem na equação – e parece que isso está acontecendo.

Na verdade, já é possível usar o Apple Pay no Brasil, desde que o cartão tenha sido emitido nos EUA. Lá, a lista de bancos participantes é enorme.

E como fica a questão da segurança? Se seu smartphone for perdido ou roubado, não há como usá-lo para pagamentos, já que o Apple Pay requer sua digital para funcionar: você precisa aproximar o iPhone do terminal de pagamento com seu dedo no Touch ID. Você também pode colocá-lo em modo perdido no Find My iPhone, e o recurso de pagamentos será bloqueado.

Por enquanto, iniciativas semelhantes ao Apple Pay no Brasil são limitadas. No ano passado, a Mastercard anunciou um app do MasterPass para smartphones, que permite pagar via NFC em alguns estabelecimentos. Por sua vez, a Visa usa a tecnologia payWave em cartões Ourocard Visa, do Banco do Brasil.

Nos EUA, a Apple está sem querer aumentando a visibilidade do Google Wallet: o serviço vem sendo mais usado após o lançamento do Apple Pay, de acordo com o próprio Google. Segundo o Ars Technica, “as operações semanais aumentaram 50%, e… novos usuários quase duplicaram”.

Lançado em 2011, o Wallet permite fazer pagamentos via NFC usando um smartphone com Android 4.4 KitKat ou superior. Se seu smartphone for perdido ou roubado, você pode desativar o recurso de pagamentos a partir do seu computador.

Será que o Apple Pay pode estimular os pagamentos móveis no Brasil, assim como fez nos EUA? É esperar para ver. [Época Negócios via Olhar Digital]

Imagem por Apple