A conferência de desenvolvedores da Apple, a WWDC, começa na segunda-feira (5), e isso significa que em breve saberemos mais sobre os mais novos e empolgantes produtos da companhia. Neste ano, o evento acontece de 5 a 9 de junho, e a expectativa é de que sirva como um ponto de lançamento para grandes atualizações para iOS e macOS, assim como para novos hardwares.

• Tim Cook condena saída dos EUA do Acordo de Paris em memorando para funcionários da Apple
• Documento detalha ferimentos de empregados da Apple e dá pistas de novos produtos

Esta será a primeira vez em aproximadamente 15 anos em que a Apple não vai realizar o evento no Moscone West Convention Center, em São Francisco. Em vez disso, o evento acontecerá no McEnery Convention Center, em San Jose. Estaremos lá, então certifique-se de voltar aqui para checar nossa cobertura, que começa na segunda-feira. Tem muita coisa com que se empolgar neste ano, então vamos merglhar de cabeça.

Um novo iPad Pro

syjrnms7uompz5a2w0sg

Imagem: Alex Cranz / Gizmodo

A WWDC é normalmente centrada em torno de softwares como iOS e macOS, mas, nesse ano, estamos esperando também um pouco de hardware. O extremamente confiável analista da KGI Securities Ming-Chi Kuo diz que existe uma boa chance de que a Apple anuncie um novo iPad Pro na conferência deste ano.

Especula-se que o novo iPad Pro tenha uma tela de 10,5 polegadas que se encaixa confortavelmente entre os modelos atuais de 9,7 polegadas e 12,9 polegadas. Ele também supostamente terá um novo design, com bordas mais finas. Não há indícios de quanto exatamente o novo dispositivo irá custar, mas há uma chance grande de que tenha preço parecido com os modelos atuais (começando em torno de US$ 600).

Alto-falante inteligente com a Siri

zditbp0pvs0rmsc0xhmw

Imagem: Apple

O novo iPad Pro não é a única peça de hardware esperada para estrear na conferência. Kuo também prevê que a Apple esteja planejando lançar um alto-falante inteligente para competir com o Amazon Echo e o Google Home.

Em uma nota de pesquisa vista pelo MacRumors, Kuo supostamente disse que há “uma chance de mais de 50%” de que a Apple anuncie seu novo alto-falante inteligente e comece a vendê-lo neste ano. Kuo disse que o alto-falante provavelmente terá uma qualidade de som excelente e será posto para um mercado mais de topo de linha (ou seja, mais caro) do que o Amazon Echo.

Acrescentando aos rumores em movimento, o extremamente confiável repórter da Bloomberg Mark Gurman noticiou nesta semana que a Apple “começou a fabricar um alto-falante inteligente controlado pela Siri há muito tempo sendo trabalhado”. Gurman relata que o alto-falante será diferente do Amazon Echo e do Google Home ao oferecer tecnologia de som surround virtual e integração profunda com os produtos Apple.

O alto-falante vai basicamente servir como um hub para automatizar dispositivos inteligentes domiciliares por meio da plataforma HomeKit, da Apple (atualmente em desenvolvimento). Ele também vai ajudar a manter os consumidores dentro dos domínios da Apple conforme as pessoas começam a acrescentar mais automação a seus lares e a se inscrever em serviços como o Apple Music. Gurman também relata que o alto-falante inteligente terá acústica avançada, dando ao produto uma vantagem sobre produtos concorrentes como o Echo e o Google Home; e que a Apple considerou acrescentar uma tecnologia de som surround parecida com a Sonos Trueplay.

Ele também terá hardware comparável ao Sonos Play:5, de acordo com a nota de pesquisa de Kuo, que diz que o alto-falante vai ter um subwoofer, sete tweeters e poder computacional similar ao iPhone 6/6S. Em comparação, como o Mac Obeserver aponta, o Echo tem apenas um woofer e um tweeter. O Sonos Play:5 tem apenas três woofers e três tweeters. Resumindo, o alto-falante inteligente da Siri que está para ser anunciado parece muito mais potente que o Google Home ou o Amazon Echo.

Novos MacBook e MacBook Pros

sydsprpfw2ydyltf4mtq

Imagem: Gizmodo / Alex Cranz

Parece quase certo que teremos uma nova linha de MacBooks na conferência. O site francês Consomac está noticiado que descobriu um registro regulatório em russo na base de dados da Eurasian Economic Commission que aponta para pelo menos cinco novos modelos rodando o macOS Sierra sendo lançados em breve.

Além do registro, a Bloomberg noticia que a Apple vai lançar uma nova linha de MacBooks para repelir a concorrência do surpreendente novo Surface Laptop, da Microsoft. O novo MacBook Pro terá a recente sétima geração de processadores Intel Core, dando-lhe uma significativa melhoria de hardware.

Um dos rumores mais notáveis é de que a Apple poderia reviver os MacBook Airs de 12 e 13 polegadas, dando-lhes uma bela melhoria de hardware, de acordo com a Bloomberg. Analistas não esperam grandes mudanças de design nem para o MacBook ou para o MacBook Pro, mas dizem que o novo MacBook Air poderia ter um novo visual.

John Gruber noticiou em abril que a Apple está trabalhando duro em um Mac Pro “completamente repensado” com um design modular. O novo design deve acomodar CPUs e GPUs high-end e facilitar para as pessoas atualizar o computador com novos componentes com regularidade. A empresa também está trabalhando em displays profissionais que acompanhariam os novos desktops. Infelizmente, Gruper relata que a próxima geração de Mac Pros “não chegará neste ano”, significando que, provavelmente, eles não aparecerão na WWDC.

Primeira olhada no iOS 11

cczux5hrpenvvyquriqk

Imagem: Gizmodo

Não alimente suas esperanças por novos modelos de iPhone. Eles provavelmente não vão chegar até o fim do ano. O que você pode esperar na WWDC, no entanto, é um grande foco no novo sistema operacional móvel da Apple, o iOS 11.

Não sabemos muito do novo sistema operacional antes do evento, mas esperamos um monte de atualizações que foquem em inteligência artificial. Um rumor meio superficial da publicação israelense Verifier sugere que a Siri adicionará aprendizagem contextualizada e melhor integração com serviços Apple como iMessage e iCloud ao seu leque de capacidades.

Outras atualização para o sistema operacional, de acordo com o 9to5Mac, podem incluir funções como chamadas em grupo no FaceTime, o que significa que você conseguirá fazer uma conferência em vídeo com várias pessoas a partir do seu telefone. Também existe um rumor de que o iMessage terá chamadas para várias pessoas, facilitando a entrada de até cinco pessoas em uma mesma chamada.

As mudanças mais dramáticas serão especificamente feitas para o iPad. O 9to5Mac noticia que coisas como login para vários usuários serão acrescentadas ao sistema operacional, enquanto outros blogs, como o MacRumors, sugerem que a Apple está trabalhando em um suporte expandido do Apple Pencil para o iPad Pro.

Atualizações para macOS, WatchOS e tvOS

hzxbpvtiqnramt40il9y

A Apple decidiu, no ano passado, abandonar o “X” do nome de seu sistema operacional de desktop, chamando-o, em vez disso, de apenas macOS. Como parte da atualização, a empresa começou a integrar ainda mais recursos do iOS para o desktop, com coisas como a Siri for Mac e o Apple Pay para a web.

Neste ano, esperamos ver uma segunda iteração do macOS (10.13), mas não temos detalhes específicos ainda. Devemos também ver atualização para outros sistemas operacionais, incluindo o WatchOS, para o Apple Watch, e o tvOS, para a Apple TV, segundo o Telegraph. Isso basicamente significa que cada sistema operacional do ecossistema Apple receberá uma atualização significativa, e isso parece uma expectativa razoável, considerando que o evento está sendo especificamente feito para empolgar desenvolvedores para construir apps para produtos da Apple. Como sempre, estaremos cobrindo a conferência conforme as notícias surgem, então certifique-se de voltar aqui entre 5 e 9 de junho para mais informações sobre as últimas atualizações.