Smartphones com iOS e Android podem ser bloqueados à distância caso sejam roubados; no entanto, este recurso não é ativado por padrão. Isso vai mudar na Califórnia, onde o governador sancionou uma lei que obriga todas as fabricantes – como Apple e Samsung – a venderem smartphones com medidas antirroubo pré-ativadas.

>>> Giz explica: como encontrar seu celular perdido

O governador da Califórnia, Jerry Brown, sancionou a lei nesta segunda-feira. Após 1º de julho de 2015, se uma empresa não cumprir a lei, ela será penalizada em um valor entre US$ 500 e US$ 2.500 por cada smartphone vendido no estado.

A lei foi proposta em fevereiro para reduzir o número de furtos de celular. Só que, em 2012, empresas americanas receberam US$ 30 bilhões substituindo celulares perdidos ou roubados; e em 2013, as operadoras faturaram US$ 7,8 bilhões em seguros para celular. Por isso, seria necessário obrigar empresas a ativar um recurso que já oferecem.

Seria ótimo ver uma proposta semelhante no Brasil. Primeiro, porque estudos mostram que estes recursos antirroubo reduzem o número de furtos e desestimulam a ação de ladrões – pelo menos nos EUA. E segundo, porque não seria algo difícil para as fabricantes.

Afinal, como explicamos antes, o iOS oferece o recurso Buscar Meu iPhone, que permite bloquear um aparelho perdido/roubado e impedir que ele seja usado por outras pessoas. No Android, temos o Gerenciador de Dispositivos, que faz o mesmo. No Windows Phone, o Localizar meu telefone faz algo semelhante – e já é ativado por padrão em todo dispositivo.

Enquanto isso não vira lei por aqui, ative o Buscar Meu iPhone/Gerenciador de Dispositivos seguindo estas instruções. [Governor of California]

Foto: Shutterstock/NOBUHIRO ASADA