A ideia é na verdade bastante simples: construir uma torre com 200 a 400 árvores em áreas de alta poluição. Basicamente, ela funcionaria como um gigantesco filtro – limpando a fumaça e convertendo gás carbônico em oxigênio.

Além disso, as árvores dentro da estrutura seriam alimentadas usando um sistema de bombeamento movido a energia eólica, não contribuindo significativamente com o consumo de energia. Será que algo assim funcionaria mesmo? Talvez – pelo menos até o vento dar uma apertada e termos árvores caindo pelas ruas de São Paulo. [Core77]