Se você gosta de touchscreen, a Asus tem boas notícias: a empresa apresentou hoje o MeMO Pad, tablet de 7 polegadas que custa meros R$ 699, e anunciou a fabricação local dos notebooks S200 e S400 e a importação do U38N, todos da linha VivoBook e com tela sensível ao toque.

O MeMO Pad já tinha sido anunciado ontem. Ele se parece muito com o Nexus 7: as dimensões são praticamente as mesmas, além das mesmas 7 polegadas no display. Se a carinha é a mesma do tablet feito em parceria com o Google, as especificações são bem mais modestas: resolução de 1024×600, processador single-core de 1GHz e 1GB de RAM, além de 8GB de armazenamento interno, expansível por microSD.

SONY DSC

Usando, a diferença entre os dois também não chega a ser muito aparente. O MeMO Pad roda Jelly Bean 4.1 e a Asus quase não fez customizações no sistema. Uma das poucas customizações foi a inclusão de uma série de apps próprios, que inclui bloco de notas, bloqueador de apps com senha e back-up. Além disso, a Asus oferece 32GB de armazenamento na nuvem gratuitos por três anos, em seu serviço Webstorage — também disponível para os notebooks.

Na mão, o MeMO Pad parece um pouco pesado. A primeira impressão é que deve ser desconfortável usá-lo com uma mão só por muito tempo. O revestimento “xadrez”, com linhas em alto relevo cruzando a tampa traseira em diagonais, ajuda a dar empunhadura e evita a sensação de que o tablet vai cair a qualquer momento. No entanto, o plástico usado lembra que ele não passa de um tablet barato.

SONY DSC

A tela responde bem aos toques e, mesmo com uma resolução menor, que deixa a densidade de pixels em singelos 170PPI, tem uma boa aparência. Um ponto fraco é a falta de controle automático do brilho da tela. Um controle manual foi incluído na área de notificações, assim como uma série de atalhos rápidos — wi-fi, giro automático da tela, economia de energia, entre outros —, bem parecida com o que a Samsung faz em seus Androids com o TouchWiz.

Um ponto que chama bastante a atenção é o som. A Asus tem dedicado atenção especial ao sistema de som de seus aparelhos — a marca SonicMaster foi criada para isso — e o MeMO Pad não ficou de fora disso. O som do alto-falante é muito bom, alto e claro — em comparação com outros tablets e smartphones, obviamente.

O tablet não tem câmera na parte traseira. A única é frontal e fica centralizada na parte de cima. Mais uma vez, o número é humilde: apenas 1 megapixel. 3G? Esqueça, ele só tem wi-fi. Mas lembre-se: ele custa só R$ 699, então não cobre muita coisa.

Lançamentos também com Windows 8

O evento também contou com os VivoBooks S200 e S400, que terão fabricação local. O primeiro tem tela de 11,6″ e custa a partir de R$ 1.499, enquanto o segundo tem tela de 14″ e preços começando em R$ 1.649. São preços bem interessantes para quem quer aproveitar o Windows 8 numa interface touch. Além disso, o U38N, com processador AMD A8 quad-core e tela sensível ao toque de 13,3″ passará a ser importado para o Brasil.

Uma ausência no evento foi o Taichi, ultrabook conversível de duas telas. Ele roda Windows 8 e custa a partir de incríveis R$ 5.500, pelo modelo de 11,6″ com Core i5, 4GB de RAM e 128 GB de armazenamento, podendo chegar a R$ 10.000, preço da versão de 13″ com Core i7 e 256 GB de armazenamento.

E o Nexus 7?

O (não-)lançamento do Nexus 7 foi bem estranho. Ele apareceu em algumas lojas por R$ 1.399 no começo do ano e praticamente desapareceu depois disso. A situação continua nebulosa. Marcel Campos, gerente de produtos da Asus para o Brasil, disse na coletiva que isso foi só um ensaio e, como tanto a demanda quanto as reclamações sobre o preço foram muito grandes, a empresa conversa com o Google para saber quando e como trará o tablet para o Brasil.