A gente já esperava que tablets com Windows 8 fossem um pouco mais caros: por eles, você pagaria um preço de laptop. Quem quisesse pagar menos levaria o Windows RT, feito para processadores ARM e que não roda programas de desktop (exceto Office). Só que, pelo visto, até eles serão caros.

O VR-Zone conversou com diversas fabricantes na Computex e descobriu que a Microsoft planeja cobrar US$85 por cada cópia do WinRT. Se tablets “premium” com Android chegam a custar mais que um iPad, adicionar o preço do sistema operacional pode deixá-los ainda mais caros.



Pior: fabricantes disseram ao VR-Zone que, no lançamento, tablets com Windows RT devem custar entre US$550 e US$800. O novo iPad mais barato custa US$499, enquanto o iPad 2 sai por ainda menos. O Windows RT não roda programas de desktop, então sua única grande vantagem em relação ao iPad estaria no pacote Office, que acompanha o Windows em tablets ARM.

O Android está se distanciando da briga em tablets caros com uma iniciativa para trazer diversos modelos por cerca de US$200. Quanto ao novo Windows, as fabricantes querem que ele dê certo – mas é esperar para ver. [VR-Zone]