Quem faz compras no exterior sabe que às vezes é um perrengue receber os produtos – seja por que ele ficou parado em Curitiba ou por alguma burocracia com a alfândega. Acontece também de algumas lojas não entregarem no Brasil. A Azul anunciou nesta semana um serviço chamado Azul Box, que promete cuidar de todos os trâmites e levar o pacote para a sua casa em até cinco dias em qualquer lugar do país.

• Amazon quer que Azul transporte seus produtos no Brasil
• Caixa automático de supermercado calcula o preço e embala as compras sem precisar de humanos

O serviço começará a funcionar a partir deste mês e funciona assim: o consumidor realiza um cadastro no site da Azul Box e, depois, pode realizar compras nas lojas online americanas. Na hora de especificar para onde vai o produto, será preciso colocar o endereço do depósito da Azul Box, que fica em Miami.

Quando o produto chegar no depósito, você fará o pagamento da taxa de envio e ele seguirá seu caminho até a sua casa. A taxa de envio da Azul é cobrada em dólar e leva em consideração peso e as dimensões do produto.

Para ver se valerá a pena todo esse esquema, a Azul Box tem em seu site uma calculadora de envio. Lá você simula o custo do serviço e também o valor dos impostos que precisará pagar – o esquema é de impostos pré-pagos, o cliente já paga para a Azul Box que faz o repasse para a Receita. Segundo a companhia, esse modelo foi adotado para evitar problemas na cobrança no destino.

Existem alguns itens que não podem ser enviados pela Azul Box, o que inclui animais vivos e restos humanos (inclusive cinzas). Pornografia, tabaco, dinheiro, medicamentos e jogos de azar também não.

Ah, e parece que a Amazon vai usar o Azul Box.

Imagem do topo: Joao Carlos Medau/Wikimedia