Para muitos que comprarem o iPhone 5, ele será a câmera de uso diário. Mas quais suas vantagens em relação ao iPhone 4S? E como ela se compara à concorrência, tanto em smartphones como em câmeras point-and-shoot?

Nós testamos a câmera do iPhone 5 contra o iPhone 4S, Samsung Galaxy S III, HTC One X e o Nokia 808 PureView, com seu sensor insano de 41 megaixels. E para ver se ele realmente ameaça câmeras point-and-shoot, nós o comparamos à Canon S100.

Nós testamos duas situações: uma foto da cidade durante o dia, com bastante luz; e um close-up de objeto em um lugar com pouca luz. Abaixo estão as comparações lado a lado; a área dentro da lupa fica em 100% quando você clicar na imagem.

As câmeras têm distâncias focais e aberturas padrão levemente diferentes, mas fizemos de tudo para ajustar o campo de visão em cada uma das fotos. E, além da qualidade de imagem, nos interessa também a velocidade de captura das fotos.

Design e desempenho

A principal novidade do iOS 6 para o arsenal da câmera do iPhone são fotos em panorama. Fora isso, a interface do app é a mesma – ou seja, extremamente simples.

Todas as outras câmeras que usamos têm mais opções de customização: controles manuais, modo de fotos sequenciais, configurações adicionais de cena… O iPhone cuida de tudo isso para você, ou espera que apps como Instagram ou Camera+ forneçam filtros e processamento para quem quiser mexer nas fotos.

Isto torna o iPhone 5 uma câmera fácil de se usar, mas a simplicidade acaba sendo uma desvantagem quando se tira fotos no escuro. Todas as outras câmeras em nosso teste possuem uma configuração de pouca luz, que usa truques para aumentar a qualidade da imagem e reduzir o ruído e distorções.

Por outro lado, o processador A6 no iPhone 5 faz muita diferença em comparação ao iPhone 4S. O foco e obturador da câmera respondem mais rápido ao toque, e quando você aperta continuamente o botão de volume – que serve para tirar fotos – o iPhone responde como uma arma semiautomática, tirando fotos muito rápido.

Dito isto, pesa bastante o resultado final, então vejamos como o iPhone 5 se sai contra a concorrência.

Qualidade de imagem

iPhone 5 vs. iPhone 4S

Do que vimos durante o anúncio oficial do iPhone 5, parecia que ele tinha uma câmera de 8 megapixels praticamente idêntica à do iPhone 4S. Mas como esta imagem mostra, elas são duas câmeras bem diferentes.

O iPhone 4S chega ao máximo de ISO 800, o que não é o bastante para obter uma foto com exposição adequada em uma situação escura e sem flash. Mas a Apple melhorou o processamento de imagem no iPhone 5 de tal forma que a câmera agora chega a ISO 3200, e ao mesmo tempo captura menos ruído. É uma mudança enorme.

Da mesma forma, o iPhone 5 é uma câmera muito melhor durante o dia: olha só essa nitidez – o iPhone 4S não chega nem perto.

iPhone 5 vs. Samsung Galaxy S III

Dito isto, ao tirar fotos no escuro o iPhone ainda fica atrás da maioria das câmeras que testamos. Aqui, a configuração em pouca luz do Galaxy S III faz um ótimo trabalho: a imagem está mais nítida e tem menos ruído. O S III também fez um trabalho melhor com as cores, exibindo o branco (em vez de amarelado) e o roxo de verdade na flor.

Durante o dia, no entanto, o iPhone 5 e o Galaxy S III se saem igualmente bem. Nesta imagem em particular, o iPhone 5 tem uma imagem ligeiramente mais nítida, além de um intervalo dinâmico melhor.

iPhone 5 vs. HTC One X

Assim como o Galaxy S III, o HTC One X faz um trabalho melhor o que o iPhone 5 com a cor da flor, mas o padrão de ruído também é muito mais feio. Nenhuma das duas câmeras fez um trabalho ótimo, porém a imagem no iPhone 5 ficou melhor.

Mesmo durante o dia, o HTC One X distorce a imagem, e falta intervalo dinâmico. O iPhone 5 se saiu melhor aqui.

iPhone 5 vs. Nokia 808 PureView

Claro que a câmera da Nokia, com sensor 1/1,2″ de 41 megapixels, entrega o que promete. Na configuração de pouca luz, ela não captura fotos na resolução máxima: em vez disso, ela usa os pixels a mais para reduzir o ruído na imagem. O resultado é esta imagem adoravelmente nítida, mesmo em zoom.

E mesmo durante o dia, ela fica bem à frente: dá uma olhada no que a câmera Pureview consegue fazer! Pena que custe tão caro: o Nokia 808 já foi lançado no Brasil por salgados R$2.000.

iPhone 5 vs. Canon S100

A configuração de pouca luz na Canon S100 em resolução máxima é fantástica. Esta imagem mostra porque celulares ainda nem chegam perto de tomar o lugar das câmeras point-and-shoot – pelo menos em qualidade de imagem. Comparada a quase toda imagem deste teste, a foto acima praticamente não tem ruído. A desvantagem é que a câmera suaviza tudo, e acaba eliminando parte da nitidez.

Esperávamos que o iPhone 5 fosse perder feio em muita luz, mas ele se sai bem contra a Canon S100. A foto na esquerda é mais nítida, porém a distorção é mais perceptível.

Vídeo

O iPhone 5 também filma bem melhor que o iPhone 4S. E na verdade ele se sai melhor que a concorrência testada aqui – com exceção do Galaxy S III, que empata com o iPhone 5. É bem impressionante.

Resultado

A câmera do iPhone 5 é um avanço significativo em relação ao 4S, tanto em termos de foto como em vídeo. E ela está bem próxima ao Galaxy S III, um de seus maiores concorrentes.

Mas há um forte concorrente chegando: o Lumia 920 e sua câmera PureView, com estabilização de imagem e alto desempenho em pouca luz. Até o final do ano, esta será mais uma câmera a se levar em conta.

Por enquanto, o iPhone 5 tem uma câmera relativamente boa. Mesmo assim, ainda há muito espaço para melhorar: a Apple precisa acrescentar configurações adicionais para condições mais escuras, por exemplo. Sim, nosso teste foi extremo, mas a Apple pode e deve fazer melhor.

E, bem, se você quiser guardar suas lembranças com o máximo de nitidez possível, no momento nada substitui uma boa point-and-shoot – talvez apenas o Nokia 808 PureView. Um dia teremos essa qualidade de imagem em todos os celulares… um dia.

Vídeo por Michael Hession, fotografia adicional por Nick Stango; valeu, Kyle Wagner