O banco digital brasileiro Nubank anunciou, nesta terça-feira (8), que recebeu o investimento de US$ 500 milhões da companhia Berkshire Hathaway, liderada pelo bilionário Warren Buffett. Além desse, o banco também recebeu aporte adicional de US$ 250 milhões, liderado pela americana Sands Capital com outros investidores, incluindo as brasileiras Verde Asset e Absoluto Partners.

O aporte é uma extensão da Série G realizada em janeiro deste ano. O volume é mais da metade do que o banco levantou ao longo de sua história. Agora, segundo o Valor Econômico, o Nubank foi avaliado em US$ 30 bilhões (cerca de R$ 152 bilhões). Com isso, se torna o banco digital mais valioso do mundo e uma das maiores instituições financeiras da América Latina.

Em comunicado, a empresa afirmou que irá utilizar o investimento para seu crescimento e expansão de produtos. “Isso vai ajudar a expandir ainda mais a oferta, introduzindo novas soluções ao portfólio, mas também mantendo o ritmo de crescimento acelerado em termos de penetração de mercado, por exemplo, no setor de investimentos”, afirma a publicação no blog da empresa.

Os recursos também serão direcionados para a expansão internacional da companhia, que lançou seu primeiro produto no México há pouco mais de um ano e já recebeu 1,5 milhão de inscrições.

Assine a newsletter do Gizmodo

“É incrível ver tudo o que temos sido capazes de fazer nestes oito anos de empresa. Ninguém pensava que era possível mudar o sistema financeiro, mas nós sempre estivemos convencidos de que havia espaço para ruptura e inovação”, declara o fundador e CEO, David Vélez.

“Cerca de 50% da população da América Latina ainda não tem conta bancária. A penetração do cartão de crédito é de, em média, 21%, enquanto nos Estados Unidos este número bate 70%. Este novo financiamento vai nos ajudar a manter democratizando o acesso aos serviços financeiros em toda a região”, acrescenta.