O BitTorrent vem investindo em alguns projetos para usar sua tecnologia de compartilhamento peer-to-peer sem envolver pirataria. Um deles é o BitTorrent Now, uma plataforma legal para artistas independentes oferecerem músicas e vídeos. Segundo a Variety, isso foi encerrado por gastar dinheiro demais.

Nos EUA, as pessoas não têm tempo de piratear, pois estão vendo Netflix
Bleep é o serviço de chat criptografado e P2P do BitTorrent

Como explicamos antes, músicas e vídeos podem ser oferecidos no BitTorrent Now de graça com propagandas, e o criador fica com 70% da receita; ou eles podem ser pagos, e o responsável fica com 90% do valor.

Bem, de acordo com a Variety, a empresa estava sangrando dinheiro com esse projeto; uma fonte diz que os gastos estavam “fora de controle”. Assim, o Now foi interrompido, e o estúdio de Los Angeles que servia como sede para a iniciativa foi fechado.

Além disso, a empresa demitiu diversos funcionários e seus dois CEOs, Robert Delamar e Jeremy Johnson; o diretor financeiro Dipak Joshi entrou como CEO interino.

Como lembra o Engadget, o BitTorrent também lançou recentemente uma plataforma de streaming ao vivo, contratou um diretor de notícias e iniciou sua própria rede de notícias. É possível que essas iniciativas estejam em risco de acabar também.

Atualmente, o BitTorrent ganha dinheiro exibindo anúncios na versão gratuita de seu cliente P2P; vendendo uma versão Pro por US$ 19,95 anuais; e oferecendo uma tecnologia de distribuição de conteúdo chamada BitTorrent DNA, para “reduzir os custos de largura de banda… ao mesmo tempo melhorando drasticamente o desempenho e escalabilidade de sites”.

[Variety via Engadget]