No início do mês, Elon Musk se tornou o homem mais rico do mundo, ultrapassando Jeff Bezos. O CEO da Amazon, no entanto, pode dar o troco em seu “rival” na corrida espacial privada. Ele vem avançando aos poucos com sua empresa Blue Origin, que deu mais um passo para levar humanos ao espaço — e estamos falando de gente comum, não astronautas.

O foguete New Shepard decolou do campo de lançamentos da empresa, no Texas, em 14 de janeiro, marcando a décima quarta missão da Blue Origin. Um boneco de testes chamado “Mannequin Skywalker” (existe um trocadilho melhor que esse?) estava à bordo da cápsula, que, após a separação do impulsionador, atingiu uma altitude de 107 quilômetros acima do nível do mar.

Com isso, a Blue Origin afirma que está cada vez mais perto de levar humanos ao espaço. Afinal, o programa New Shepard foi projetado para transportar seis turistas em um voo suborbital, em que eles vão experimentar três minutos de microgravidade.

O tempo total de voo do teste da última semana foi de 10 minutos e 10 segundos. Nesse intervalo, a cápsula rotacionou de dois a três graus por segundo para testar o atrativo turístico do passeio — a ideia é que os passageiros tenham uma visão 360 graus durante o voo. O retorno à Terra foi bem-sucedido, com um pouso controlado e uso de paraquedas e propulsores para garantir que a cápsula da tripulação chegasse ao solo com segurança.

Parece que os bilionários terão mais uma opção no mercado na hora de fechar o seu pacote de férias no espaço.

[The Guardian]