Nós mostramos o Government Requests do Google em abril, ferramenta que lista quantas vezes cada país exigiu informações e retirada de conteúdo ao gigante das buscas. O Google atualizou a ferramenta com os números do primeiro semestre deste ano, e assim como no semestre passado, o Brasil lidera a lista de remoção de conteúdo.

De janeiro a junho de 2010, o Google recebeu do Brasil 398 pedidos de retirada de conteúdo, aumento de 37% em relação ao semestre anterior. Na época, a empresa explicou que a maior parte dos pedidos eram para combater pornografia infantil, principalmente no Orkut. No primeiro semestre deste ano, dos 398 pedidos de remoção, 319 (80%) eram relacionados ao Orkut.

A ideia da ferramenta é, segundo o Google, "promover transparência [do] fluxo de informações" para servir de "impedimento à censura". Como explica o Link, em países como Irã e China a censura a serviços do Google é clara, em especial se você usar a nova ferramenta Traffic. Ela mede o tráfego de cada serviço ao longo do semestre, e quedas bruscas de tráfego indicam censura por parte do governo. Mas por aqui, esse não é o caso: o tráfego em todos os serviços do Google seguiu praticamente constante.

No Brasil, o segundo serviço com maior número de retirada de conteúdo é o YouTube, com 47 pedidos em seis meses. Nesta época eleitoral, com vários vídeos difamatórios surgindo no serviço – e pedidos judiciais para retirá-los – este número deve aumentar. [Government Requests via Official Google Blog via Link]