Se você precisava de mais uma razão para ficar preocupado com serviços de geolocalização, eis um bom argumento: um hacker (felizmente) bem-intencionado conseguiu acessar informações de mais de 870.000 marcações no Foursquare – inclusive as configuradas para serem visualizadas apenas por amigos.

O hacker Jesper Andersen criou uma ferramenta para expôr a brecha na seção “Quem esteve aqui” do site Foursquare, permitindo que ele juntasse cerca de 70% de todas as informações de marcações que a região de San Francisco teve nas últimas três semanas. A Wired explica:

Em páginas como a da Balsa de San Francisco, o Foursquare mostra um painel com 50 fotos aleatórias de usuários que marcaram o local mais recentemente – não importando a configuração de privacidade que o usuário tem. Quando uma nova marca surge, o site inclui a foto dessa pessoa em algum lugar do painel. Assim, Andersen criou uma ferramenta que agrupava os dados que eram enviados ao Foursquare para cada local de San Francisco, observava as diferenças e anotava as mudanças.

Andersen, que deixou claro que está tentando ser um “hacker ético” após sua descoberta, informou ao Foursquare sobre a brecha, e o site respondeu, acrescentando um botão para remover sua imagem do painel de relevância. Mesmo assim, Andersen está preocupado, porque acredita que os usuários não estão sendo informados sobre a nova configuração: “Eu sinceramente não estou vendo uma queda no número de marcação de locais”, ele disse. E isso quer dizer que ele continua coletando os dados. [Wired]