Por mais legal que fosse o X-wing fighter de 5,3 milhões de peças de Lego que a fabricante construiu na Times Square, a nave não voava. E é por isso que o último grande projeto da Lego é mais impressionante que o anterior. Este Bugatti Chiron de tamanho real conta com mais de um milhão de peças, além de 2.304 motores elétricos minúsculos de Lego, permitindo que o veículo seja dirigido em velocidades de até 28 km/h.

Isto é, claro, muito mais lento que um Bugatti Chiron de verdade, que possui uma velocidade máxima de 420 km/h. Mas, por mais impressionante que seja o veículo real, como alguém que constrói coisas com a Lego a minha vida inteira, não consigo nem começar a imaginar a logística de recriar um Chiron funcional usando mais de um milhão de peças de plástico interligadas. A Lego começou a reconstrução em setembro de 2017 (depois de meses de planejamento) e só terminou há alguns meses.

Esta estrutura de metal subjacente é uma das poucas peças não feitas de Lego neste Chiron. Foto: Lego

Surpreendentemente, não temos nem uma gota de cola nesta réplica, algo que normalmente os construtores especialistas da Lego usam para unir suas criações maiores. Porém, para torná-lo conduzível sobre quatro rodas, dando o suporte devido ao peso de 680 kg de plástico, um motorista humano e um passageiro, o veículo é apoiado em uma estrutura de aço mínima que também inclui pouquíssimas partes não feitas de peças de Lego para o trem de transmissão do veículo.

Muitos dos elementos interiores do Chiron de Lego não funcionam, mas o pedal de freio e o volante funcionam. Foto: Lego

Todo o resto, dos faróis dianteiros e traseiros que ligam, passando pelas portas que abrem e fecham, até um interior bastante detalhado (com volante, painel, câmbio, assentos, pedal de freio e espelhos), é feito de blocos de Lego ou de peças Lego Technic. Para acertar as cores, a Lego até mesmo teve que fabricar 56 novas partes para essa construção, que levou 13.400 horas de trabalho humano para ser finalizada. Quanto você acha que deve ser o seguro desse Chiron?

Clique aqui para ver as imagens em tamanho maior.

A réplica parece quase perfeita, mas é o que está embaixo do capô que é o mais impressionante. A Lego conectou 2.304 de seus motores Technic usando 2.016 peças de eixo e 4.032 engrenagens de plástico, para criar um motor elétrico funcional que gera mais de 5,3 cavalos de potência. Isso está longe de torná-lo um veículo potente, mas é o suficiente para fazer o modelo chegar a quase 30 km/h.

Evidentemente, a Lego não tem planos de produzir esse Bugatti Chiron, já que só os manuais de instrução impressos já te custariam, sem dúvidas, centenas de dólares de entrega. O que você pode fazer é se contentar com essa réplica em miniatura.

Imagem do topo: Lego